O INFAUSTO COTIDIANO DOS PEQUENOS ÍTALO-BRASILEIROS EM UM ANTIGO NÚCLEO COLONIAL NO PRINCÍPIO DO SÉCULO XX.

Conteúdo do artigo principal

Eliane Mimesse Prado

Resumo

Esse artigo resgata o cotidiano das crianças, filhas de colonos italianos, nascidas em terras brasileiras no início do século XX. Esses pequenos moradores da localidade de São Caetano no Estado de São Paulo, apesar de sua proximidade com a capital, viveram suas infâncias mantendo hábitos e costumes originados na região do Vêneto por suas famílias. O objetivo desse estudo é o de trazer à tona as memórias e lembranças da meninice, recompondo os acontecimentos e as ações diárias. As fontes de pesquisa utilizadas foram compostas, pelos depoimentos colhidos a partir do desenvolvimento de um projeto que visava a manutenção da memória, segundo a História Oral. Também contou-se com fontes documentais primárias. A fundamentação teórica adota autores como Certeau (2002), Thompson (1998), Leite (2006) e Veiga (2004), entre outros. Pôde-se concluir que os primeiros anos de vida dessas crianças foram repletos de alegrias, aventuras e descobertas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Prado, E. M. (2014). O INFAUSTO COTIDIANO DOS PEQUENOS ÍTALO-BRASILEIROS EM UM ANTIGO NÚCLEO COLONIAL NO PRINCÍPIO DO SÉCULO XX. Cadernos De História Da Educação, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/25016
Seção
Artigos