O CATÁLOGO COMO FONTE PARA A HISTÓRIA (DO LIVRO, DA LEITURA E DA EDUCAÇÃO) NO MARANHÃO IMPÉRIO

Conteúdo do artigo principal

Cesar Augusto Castro
Samuel Luis Velázquez Castellanos

Resumo

O presente artigo busca analisar o catálogo de bibliotecas como fonte para a escrita do livro, da leitura e da educação maranhense no período imperial tendo como foco a história cultural. Toma-se como documento de estudo o catálogo elaborado por Trajano Candido dos Reis, em 1845, que tinha a finalidade de obter permissão do governo provincial sobre os livros que deveriam ser colocados à disposição dos alunos do Liceu. Procura-se relacionar a formação do acervo com os aspectos sociais, políticos e educacionais no período. A produção e a circulação do livro e da leitura na Província do Maranhão estão no foco desse estudo, de maneira que se pode concluir que este tipo de fonte se constitui em um meio para se compreender o lugar do livro e da leitura na sociedade maranhense no período em questão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Castro, C. A., & Castellanos, S. L. V. (2014). O CATÁLOGO COMO FONTE PARA A HISTÓRIA (DO LIVRO, DA LEITURA E DA EDUCAÇÃO) NO MARANHÃO IMPÉRIO. Cadernos De História Da Educação, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/25014
Seção
Artigos