MAPEAMENTO COLABORATIVO

AVALIAÇÃO DE APP'S DEDICADOS À REPRESENTAÇÃO GEOESPACIAL DA DENGUE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/BGJ-v11n1-a2020-56995

Resumo

A dengue é considerada um problema de saúde pública, especialmente nos países tropicais, e o controle efetivo de sua disseminação envolve o poder público e a população em ações preventivas. Conhecer a ocorrência espacial é de fundamental importância para o combate à doença e consequentemente evitar epidemias. No artigo, objetivou-se identificar, analisar e avaliar os aplicativos de mapeamento colaborativo dedicados à representação geoespacial de focos e ocorrência da dengue. O desenvolvimento da pesquisa pautou-se no método analítico e as etapas práticas dividiram-se em três: levantamento e catalogação dos APPs; classificação de acordo com critérios específicos; análise da aplicabilidade e funcionalidade. Foram identificados 21 APPs, dos quais 6 foram selecionados para análise detalhada. Constatou-se que o mapeamento colaborativo é uma ferramenta de importante diálogo entre a população e o poder público, e seu uso deve ser incentivado por meio de campanhas e mediadas por profissionais especializados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kamila Tejo Paulovski, Universidade Estadual do Paraná

Graduada em Geografia (licenciada e bacharel) e Especialista em Geografia, Meio Ambiente e Ensino, Universidade Estadual do Paraná, Campus Campo Mourão.

Ana Paula Colavite, Universidade Estadual do Paraná

Doutora em Geografia, docente do Programa de Pós-graduação em Sociedade e Desenvolvimento e do Colegiado de Geografia, Universidade Estadual do Paraná, Campus Campo Mourão.

Downloads

Publicado

2020-07-31