APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO E SOCIABILIDADE

UM ENFOQUE A PARTIR DOS IDOSOS E SUA MOBILIDADE EM ITUIUTABA (MG)

Autores

Resumo

A cidade contemporânea apresenta desigualdade e desequilíbrio significativos de espaços públicos voltados para a sociabilidade e convívio. A problemática da dinâmica urbana na dimensão pública se mostra ainda mais grave se levada em consideração a pessoa idosa e suas especificidades. Assim, propomos como objetivo de trabalho analisar a possibilidade de idosos se apropriarem das áreas verdes urbanas (AVU) e os Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) em Ituiutaba. O percurso metodológico do trabalho esteve fundamentado em pesquisa documental e articulação dos conceitos orientadores; utilização de base prévia encontrada em Pereira (2019); tratamento dos dados dos setores censitários, encadeamento e discussão da análise pautada na produção do espaço e a distribuição de AVU e CRAS, além da abrangência pautada na mobilidade. Mediante a nossa abordagem, foi possível evidenciar uma forte centralização dos espaços públicos analisados, tendo como fundamento a produção do espaço urbano anterior à década de 1990.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Alves Pereira, Universidade Federal de Uberlândia

Mestre e doutorando em Geografia, Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Geografia.

Carlos Roberto Loboda, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Geografia, professor dos cursos de graduação e pós-graduação em Geografia, Instituto de Ciências Humanas do Pontal - Universidade Federal de Uberlândia, Campus Pontal.

Downloads

Publicado

2019-12-20