Análise Ambiental Da Bacia Do Rio Castelo (ES), Com Ênfase No Problema Das Inundações

Autores

  • Laís Carvalho Faria Lima Lopes Universidade Federal de Ouro Preto
  • Cláudio Eduardo Lana Universidade Federal do Espírito Santo

Resumo

O município de Castelo, situado no sul do estado do Espírito Santo, se desenvolveu na planície de inundação do rio Castelo, em seu baixo curso. Esta condição coloca a zona urbana do município em situação de risco, em relação às inundações. Por esta razão, o presente trabalho analisa e discute as razões para a ocorrência dos fenômenos de inundação, com base na análise dos diversos usos dos solos e suas taxas de declividade, com o objetivo de compreender os possíveis efeitos dessas variáveis. A identificação das possíveis causas da ocorrência de inundações nas áreas antropicamente ocupadas teve como base os mapas gerados pelo SIG (Sistema de Informações Geográficas), os parâmetros morfométricos e os lineamentos morfoestruturais que foram essenciais para o entendimento da dinâmica da bacia. Investigações como esta podem auxiliar às prefeituras dos municípios envolvidos uma vez que criticam certos procedimentos metodológicos comuns à problemática das inundações, sugerindo abordagens em escala de maior detalhe, evitando o mau uso do espaço físico futuramente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-30

Como Citar

LOPES, L. C. F. L.; LANA, C. E. Análise Ambiental Da Bacia Do Rio Castelo (ES), Com Ênfase No Problema Das Inundações. Brazilian Geographical Journal, Ituiutaba, v. 3, n. 2, 2012. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/braziliangeojournal/article/view/17628. Acesso em: 21 jul. 2024.