Artérias da glândula uropigiana em aves (Gallus gallus) poedeiras da linhagem Bovans Goldline

Authors

  • Pablo Gomes Noleto FAMEV/UFU
  • Frederico Ozanam Carneiro e Silva FAMEV/UFU
  • Eliane Pereira Mendonça FAMEV/UFU
  • Marília Cristina Sola FAMEV/UFU

Keywords:

Irrigação/Anatomia

Abstract

A glândula uropigiana é característica das aves. Considerada como sebácea, possui dois lobos sendo responsável pela produção de uma secreção que tem por finalidade a impermeabilização das penas desse animais. Foram utilizados 30 exemplares da espécie Gallus gallus da linhagem Bovans Goldline, com aproximadamente 15 semanas de idade. No sistema vascular arterial, após morte natural, foi injetada solução aquosa de Neoprene Látex "450â€? a 50%, via artéria isquiática esquerda. As aves foram dissecadas após 48 horas de fixação em solução aquosa de formol a 10%. A irrigação da glândula uropigiana mostrou-se proveniente da artéria caudal mediana, por meio de dois ramos direito e esquerdo que emitiram os ramos glandulares laterais e mediais direito e esquerdo. Ambos os lobos foram igualmente irrigados por seus respectivos ramos glandulares.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biography

Pablo Gomes Noleto, FAMEV/UFU

Recém graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Uberlândia.

Published

2009-12-16

How to Cite

NOLETO, P.G., CARNEIRO E SILVA, F.O., MENDONÇA, E.P. and SOLA, M.C., 2009. Artérias da glândula uropigiana em aves (Gallus gallus) poedeiras da linhagem Bovans Goldline . Bioscience Journal [online], vol. 25, no. 6. [Accessed5 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7047.

Issue

Section

Agricultural Sciences