A somatória de estímulos voluntários e eletricamente eliciados aumenta o torque articular?

Authors

  • Patrícia Martins Franciulli Universidade Bandeirante de Sao Paulo
  • Aline Bigongiari Universidade Sao Judas Tadeu
  • Flávia Andrade e Souza Universidade Sao Judas Tadeu
  • Rubens Corrêa Araújo Universidade Sao Judas Tadeu
  • Luis Mochizuki Escola de Artes, Ciencias e Humanidades USP

Keywords:

estimulacao eletrica neuromuscular, controle motor, sinergia

Abstract

O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos da estimulacao eletrica neuromuscular na atividade de musculos selecionados e no torque do tornozelo durante a contracao isometrica do movimento de flexao plantar. Participaram deste estudo dez sujeitos saudaveis. A estimulacao eletrica neuromuscular foi aplicada sobre o nervo ciatico. Assim foi mensurada a atividade eletrica, e o torque isometrico gerado na articulacao do tornozelo foi registrado por um dinamometro isocinetico. As condicoes analisadas foram: contracao voluntaria isometrica maxima, contracao por estimulacao eletrica neuromuscular e a combinacao de ambas. Encontramos um baixo torque na condicao de contracao por estimulacao eletrica neuromuscular e uma maior amplitude da atividade eletromiografica do musculo soleo comparado com os outros musculos. Nossos resultados sugerem que para manter o mesmo objetivo da tarefa (produzir o mesmo nivel de torque), adaptacoes neuromusculares no common drive sao necessarias.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Patrícia Martins Franciulli, Universidade Bandeirante de Sao Paulo

Fisioterapeuta, Mestre em Educacao Fisica

Aline Bigongiari, Universidade Sao Judas Tadeu

Fisioterapeuta, Mestre em Educacao Fisica

Flávia Andrade e Souza, Universidade Sao Judas Tadeu

Fisioterapeuta, Mestranda em Educacao Fisica

Rubens Corrêa Araújo, Universidade Sao Judas Tadeu

Fisioterapeuta, Doutor em Educacao Fisica

Luis Mochizuki, Escola de Artes, Ciencias e Humanidades USP

Doutor em educacao fisica

Published

2008-09-17

How to Cite

FRANCIULLI, P.M., BIGONGIARI, A., ANDRADE E SOUZA, F., ARAÚJO, R.C. and MOCHIZUKI, L., 2008. A somatória de estímulos voluntários e eletricamente eliciados aumenta o torque articular?. Bioscience Journal [online], vol. 24, no. 3. [Accessed7 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/6761.