Quantidade de nutrientes extraídos pela grama bermuda e função de doses de nitrogênio

Authors

  • Claudinei Paulo de Lima Faculdades Integradas de Ourinhos
  • Clarice Backes Universidade Estadual de Goiás
  • Alessandro José Marques Santos Universidade Estadual de Goiás
  • Dirceu Maximino Fernandes Universidade Estadual Paulista
  • Roberto Lyra Villas Bôas Universidade Estadual Paulista
  • Mauricio Roberto de Oliveira Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.14393/BJ-v31n5a2015-21967

Abstract

O nitrogênio proporciona as maiores respostas no crescimento das gramas. Objetivou-se com este trabalho avaliar a extração total de macronutrientes pela grama bermuda em função de doses de nitrogênio. O experimento foi conduzido em propriedade de grama, localizada na cidade de Capela do Alto - SP. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos por cinco doses de N: 0, 150, 300, 450 e 600 kg ha-1. Após cada corte da grama foram coletadas as aparas determinando-se a matéria seca e a concentração de macronutrientes. Com a colheita dos tapetes, determinou-se a matéria seca extraída com a retirada do mesmo e a concentração de nutrientes. A quantidade de macronutrientes extraídos foi calculada através do produto da massa seca pela concentração dos mesmos. Com a retirada das aparas cortadas durante o ciclo houve grande extração de nutrientes, 204; 18; 101; 22; 10 e 27 kg ha-1 para N, P, K, Ca, Mg e S, respectivamente. As quantidades de nutrientes necessárias para promover 100% de cobertura do solo pela grama são de 219,5; 27; 174,1; 31,8; 13,4; e 39,9 kg ha-1 de N, P, K, Ca, Mg e S, respectivamente.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2015-09-10

How to Cite

LIMA, C.P. de, BACKES, C., MARQUES SANTOS, A.J., FERNANDES, D.M., VILLAS BÔAS, R.L. and OLIVEIRA, M.R. de, 2015. Quantidade de nutrientes extraídos pela grama bermuda e função de doses de nitrogênio . Bioscience Journal [online], vol. 31, no. 5, pp. 1432–1440. [Accessed26 November 2022]. DOI 10.14393/BJ-v31n5a2015-21967. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/21967.

Issue

Section

Agricultural Sciences