Composição químico-bromatológica e perfil de fermentação da silagem de resíduo úmido de fécula de mandioca

Authors

  • João Arlindo Gouveia Gonçalves Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Maximiliane Alvarze Zambom Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Tatiane Fernandes Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Eduardo Eustáquio Mesquita Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Emerson Schimidt Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Cleovani Rossi Javorski Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Deise Dalazen Castagnara Universidade Federal do Pampa

Abstract

O trabalho teve como objetivo estudar a composição química e o perfil de fermentação do resíduo úmido de fécula de mandioca ensilado in natura ou após pré secagem ao sol por três horas, durante 0, 28 e 56 dias. O delineamento experimental adotado foi o inteiramente casualizado com parcelas subdivididas no tempo, com quatro repetições. Estudou-se as concentrações de proteína bruta, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, hemicelulose, celulose, lignina, cinzas, sílica, extrato etéreo, matéria orgânica e matéria seca no resíduo úmido de fécula de mandioca antes da ensilagem e após os períodos de fermentação. Nas mesmas ocasiões determinou-se a temperatura, pH, e as populações de enterobactérias, bactérias ácido láticas, Clostridium spp., fungos e leveduras e a população total de microrganismos. Apenas a sílica não foi alterada pelos tratamentos estudados. O processo de ensilagem reduziu as concentrações de FDN e hemicelulose e elevou as concentrações de FDA, lignina e hemicelulose dos resíduos, enquanto o pH e as populações de microrganismos foram reduzidas com o processo de ensilagem. A pré secagem ao sol por três horas do resíduo úmido de fécula de mandioca permitiu a ensilagem de um material com menor umidade, não promoveu alterações no perfil fermentativo e população microbiológica das silagens aos 28 e 56 dias de fermentação e reduziu a fibra em detergente neutro e hemicelulose das silagens obtidas. A silagem de resíduo úmido de fécula apresenta redução no conteúdo de proteína bruta com o decorrer do período de fermentação.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2014-02-20

How to Cite

GONÇALVES, J.A.G., ZAMBOM, M.A., FERNANDES, T., MESQUITA, E.E., SCHIMIDT, E., JAVORSKI, C.R. and CASTAGNARA, D.D., 2014. Composição químico-bromatológica e perfil de fermentação da silagem de resíduo úmido de fécula de mandioca . Bioscience Journal [online], vol. 30, no. 2, pp. 502–511. [Accessed28 February 2024]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/17198.

Issue

Section

Agricultural Sciences