Análise de trilha e correlações entre caracteres em soja cultivada em duas épocas de semeadura

Authors

  • Ana Paula Oliveira Nogueira Universidade Federal de Uberlândia
  • Tuneo Sediyama Universidade Federal de Viçosa
  • Larissa Barbosa de Sousa Universidade Federal de Uberlândia.
  • Osvaldo Toshiyuki Hamawaki Universidade Federal de Uberlândia.
  • Cosme Damião Cruz Universidade Federal de Viçosa.
  • Derval Gomes Pereira Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.
  • Matsuo Universidade Federal de Viçosa

Keywords:

Glycine max, caracteres agronômicos, Produtividade de grãos.

Abstract

O conhecimento das relações existentes entre caracteres, tais como estimados pelas correlações, tem sido de grande relevância no melhoramento vegetal, pois fornece informações úteis ao melhorista no processo de seleção. Todavia, a quantificação e a interpretação da magnitude das correlações não implicam efeitos diretos e indiretos. Nesse contexto, a análise de trilha apresenta-se como uma alternativa viável. Os objetivos deste estudo foram avaliar as correlações fenotípicas e genotípicas entre caracteres agronômicos importantes no melhoramento genético da soja, realizar análise de trilha, tendo como caráter principal a produtividade de grãos e identificar critérios de seleção indireta para produtividade de grãos. Foram conduzidos dois experimentos em condições de casa de vegetação, semeados em fevereiro e em dezembro de 2007. Os tratamentos foram constituídos de 90 genótipos de soja incluindo linhagens e cultivares. Adotou-se o delineamento de blocos casualizados com três repetições. Cada unidade experimental foi constituída por três plantas cultivadas em substrato num vaso de 3dm3. Avaliaram-se os caracteres: número de dias para o florescimento e maturidade; altura da planta no florescimento e maturidade; número de nós na haste principal; altura da primeira vagem; número de vagens; produtividade de grãos; número médio de grãos por vagem; e o peso de 100 grãos. As correlações genotípicas tiveram, predominantemente, magnitude superior às correlações fenotípicas, sendo ambas de mesmo sinal nas duas épocas de semeadura. A partir das correlações fenotípicas, genotípicas e a análise de trilha identificaram-se o caráter número de vagens por planta, independentemente da época de semeadura, de maior efeito favorável sobre a produtividade de grãos.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Ana Paula Oliveira Nogueira, Universidade Federal de Uberlândia

Engenheira agrônoma, doutora em genética e melhoramento de plantas, professora associada da Universidade Federal de Uberlândia

Tuneo Sediyama, Universidade Federal de Viçosa

Professor Titular da Universidade Federal de Viçosa, do Departamento de Fitotecnia.

Larissa Barbosa de Sousa, Universidade Federal de Uberlândia.

Doutoranda do Instituto de Ciência Agrárias, da Universidade Federal de Uberlândia.

Osvaldo Toshiyuki Hamawaki, Universidade Federal de Uberlândia.

Professor da Universidade Federal de Uberlândia.

Cosme Damião Cruz, Universidade Federal de Viçosa.

Professor da Universidade Federal de Viçosa.

Derval Gomes Pereira, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Professor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Matsuo, Universidade Federal de Viçosa

Pós-doutorando da Universidade Federal de Viçosa.

Published

2012-11-23

How to Cite

OLIVEIRA NOGUEIRA, A.P., SEDIYAMA, T., DE SOUSA, L.B., HAMAWAKI, O.T., CRUZ, C.D., PEREIRA, D.G. and MATSUO, ., 2012. Análise de trilha e correlações entre caracteres em soja cultivada em duas épocas de semeadura . Bioscience Journal [online], vol. 28, no. 6. [Accessed28 May 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/14576.

Issue

Section

Agricultural Sciences