Biologia de nidificação e variação altitudinal na abundância de Megachile (Melanosarus) nigripennis Spinola (Hymenoptera, Megachilidae) em um inselberg na Mata Atlântica, Rio de Janeiro

Authors

  • Marcelita França Marques Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Maria Cristina Gaglianone Universidade Estadual do Norte Fluminense

Abstract

Este trabalho descreve aspectos da biologia de nidificação de Megachile (Melanosarus) nigripennis e da abundância de ninhos em um gradiente de altitude (8 a 420 m), em um inselbergue, Morro do Itaoca (300 ha), Campos dos Goytacazes, RJ. Ninhos-armadilha em gomos de bambu e tubos de cartolina preta (n= 1.215, diâmetro de 0,6 a 2,7) foram instalados entre Mar/2009 e Abr/2011, em nove estações de amostragem localizadas em três altitudes: 50 m (P1, P2, P3); 200 m (P4, P5, P6) e 400 m (P7, P8, P9). As abelhas ocuparam ninhos-armadilha a 50m (n= 2), 200m (n= 24) e a 400 m (n= 5), onde construíram 4, 100 e 26 células, respectivamente. As abelhas construíram uma série de células em ninhos-armadilha com comprimento médio de 17.6 cm diâmetro médio de 1,1 cm; enquanto construíram de 2 a 6 série de células em ninhos com 19,3 cm de comprimento e 1,8 cm de diâmetro. A atividade de construção foi restrita à estação quente-chuvosa. A partir dos ninhos emergiram 64 abelhas, sete indivíduos de Coelioxys spp (Megachilidae) e dois Bombyliidae (Diptera). A razão sexual foi de 1: 0,52 tendenciado para machos. Em 20 ninhos emergiram somente machos (n= 15) ou fêmeas (n= 5), embora nenhum padrão espacial ou temporal tenha sido observado. M. nigripennis é uma espécie sazonal, nidificando preferencialmente de novembro a fevereiro.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2013-03-04

How to Cite

MARQUES, M.F. and GAGLIANONE, M.C., 2013. Biologia de nidificação e variação altitudinal na abundância de Megachile (Melanosarus) nigripennis Spinola (Hymenoptera, Megachilidae) em um inselberg na Mata Atlântica, Rio de Janeiro . Bioscience Journal [online], vol. 29, no. 1, pp. 198–208. [Accessed4 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/14073.

Issue

Section

Biological Sciences