Discursos e subjetividades

breve análise de enunciados do presidente do Brasil em tempos de pandemia

Autores

  • Bianca Ayala Melo Di Alencar UFG-RC/UFCat em transição
  • Leonardo Guimarães de Assis UFG-RC/UFCat em transição
  • Maurício Divino Nascimento Lima UFG-RC/UFCat em transição https://orcid.org/0000-0002-7105-2022

DOI:

https://doi.org/10.14393/HTP-v3n1-2021-59111

Palavras-chave:

Estudos discursivos, Arqueogenealogia, Subjetivação, Bolsonaro, Pandemia

Resumo

Esta pesquisa problematiza, no campo dos estudos discursivos, os enunciados do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, sobre a pandemia, que foram veiculados na mídia, entre outubro de 2020 e janeiro de 2021. A presente proposta tem como objetivo geral fazer uma breve história do presente, com escopo na análise do discurso de Jair Bolsonaro, no contexto pandêmico. Para tal, considerando, no fio da história, as relações de poder, saber e verdade, esta pesquisa se fundamenta nos estudos discursivos de matriz foucaultiana e, portanto, tem como estratégia metodológica a arqueogenealogia. Os dados obtidos demonstram que as estratégias e táticas produzidas no e pelo discurso de Bolsonaro confrontam verdades científicas, e incidem diretamente nos processos de subjetivação de milhões de apoiadores desse governo. Palavras-chave: Estudos discursivos; arqueogenealogia; subjetivação; Bolsonaro; pandemia

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bianca Ayala Melo Di Alencar, UFG-RC/UFCat em transição

Mestra em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal de Goiás-Regional Catalão. Graduada em Direito pela PUC Goiás. Analista de Gestão Governamental junto à Universidade Estadual de Goiás e coordenadora do Polo Associado do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) na UEG - Unidade Universitária de Caldas Novas.

Leonardo Guimarães de Assis, UFG-RC/UFCat em transição

Mestre em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão. Especialista no Ensino da Língua Inglesa e Espanhola pela Universidade Cândido Mendes - UCAM-Prominas. Licenciado em Letras Inglês/Português e respectivas Literaturas pela Universidade Estadual de Goiás - Câmpus Pires do Rio. Docente do Instituto Federal Goiano - Câmpus Urutaí.

Maurício Divino Nascimento Lima, UFG-RC/UFCat em transição

Mestre em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal de Goiás. Especialista em Linguística pela Faculdade Apogeu/DF, licenciado em Letras - Português e Inglês pela Universidade Estadual de Goiás. Exerceu por quatro anos a função de coordenador pedagógico no Colégio Municipal Santa Terezinha, Corumbaíba, Goiás. Atualmente é professor de Língua Portuguesa e Língua Inglesa na mesma instituição, atuando nas áreas de Ensino de Línguas e Literatura.

Referências

COURTINE, Jean-Jacques. Metamorfoses do discurso político: derivas da fala pública. Tradução Nilton Milanez e Carlos Piovezan Filho. São Carlos: Claraluz, 2006.

FELLET, João. 'Vírus chinês': como Brasil se inseriu em disputa geopolítica entre EUA e China sobre pandemia. BBC News, 19 de março de 2020. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/brasil-51963251>. Acesso em: 28 jan. 2021.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Tradução Laura Fraga de Almeida Sampaio. São Paulo: Loyola, 2001.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Tradução Luiz Felipe Baeta Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. 28. ed. Rio de Janeiro: Graal, 2014.

FOUCAULT, Michel. The Concern for Truth. In: KRITZMAN, L. D. (ed.). Politics, philosophy, culture: interviews and other writings 1977-1984. New York: Routledge, 1988.

FOLHA DE S. PAULO. Bolsonaro se vangloria de número de vacinados e agora defende imunização para a economia funcionar. Folha de S. Paulo, 26 de janeiro de 2021. Disponível em: . Acesso em: 26 jan. 2021.

GOMES, Pedro Henrique. Embaixada da China repudia postagem que Eduardo Bolsonaro publicou e depois apagou. G1, 24 de novembro de 2020. Disponível em: <https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/11/24/embaixada-da-china-repudia-postagem-que-eduardo-bolsonaro-publicou-e-depois-apagou.ghtml>. Acesso em: 28 jan. 2021.

G1. Weintraub publica insinuações contra a China, depois apaga; embaixada cobra retratação. G1, 06 de abril de 2020. Disponível em: <https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/04/06/weintraub-publica-post-com-insinuacoes-contra-a-china-depois-apaga-embaixada-repudia.ghtml>. Acesso em: 28 jan. 2021.

GREGOLIN, Maria do Rosário Valencise (org.). Filigranas do discurso: as vozes da história. Araraquara: FCL/Laboratório Editorial/UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2000.

GREGOLIN, Maria do Rosário Valencise. Discurso e mídia: a cultura do espetáculo. São Carlos: Claraluz, 2003.

MBEMBE, Achille. Necropolítica: Biopoder, soberania, estado de exceção, política da morte. Tradução Renata Santini. São Paulo, n-1 edições, 2019.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Coronavírus Brasil. 2021. Disponível em: <https://covid.saude.gov.br/>. Acesso em: 20 maio 2021.

NAVARRO, Pedro (org.). Estudos do texto e do discurso: mapeando conceitos e métodos. São Carlos: Claraluz, 2006.

NORA, Pierre. Projeto história. São Paulo: EDUC – Editora da PUC-SP, 1981.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15, 1986. Disponível em: <http://www.uel.br/cch/cdph/arqtxt/Memoria_esquecimento_silencio.pdf>. Acesso em: 7 jan. 2021.

SARGENTINI, Vanice Maria Oliveira. Dispositivo: um aporte metodológico para o estudo do discurso. In: SOUSA, K. M.; PAIXÃO, H. P. Dispositivos de poder/saber em Michel Foucault: biopolítica, corpo e subjetividade. São Paulo: Intermeios, 2015.

SOUSA, Kátia Menezes. A noção de enunciado de Michel Foucault: onde dizer é produzir inovação. Revista da Anpoll, Brasília, DF, v. 1, n. 34, p. 123-157, 2013. Disponível em: <https://revistadaanpoll.emnuvens.com.br/revista/article/view/684>. Acesso em: 7 jan. 2021. DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i34.684

VEYNE, Paul. Foucault: seu pensamento, sua pessoa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014, p. 13-65.

UOL. Bolsonaro desautoriza acordo de Pazuello e diz que não comprará CoronaVac. Uol, 21 de outubro de 2020. Disponível em: <https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/10/21/bolsonaro-responde-a-criticas-sobre-vacina-chinesa-nao-sera-comprada.htm?cmpid=copiaecola>. Acesso em: 29 jan. 2021.

Downloads

Publicado

2021-06-15

Como Citar

AYALA MELO DI ALENCAR, B.; GUIMARÃES DE ASSIS, L.; DIVINO NASCIMENTO LIMA, M. Discursos e subjetividades : breve análise de enunciados do presidente do Brasil em tempos de pandemia. Revista Heterotópica, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 284–300, 2021. DOI: 10.14393/HTP-v3n1-2021-59111. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/RevistaHeterotopica/article/view/59111. Acesso em: 18 jul. 2024.