Entre machos e discretos

discursos, identidades homoeróticas masculinas e(m) aplicativos de pegação

Autores

  • Júlia Antônia Maués Corrêa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - IFPA https://orcid.org/0000-0002-2979-6642
  • Marcos da Silva Cruz Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - IFPA

DOI:

https://doi.org/10.14393/HTP-v1n2-2019-50080

Resumo

A pós-modernidade e os aplicativos móveis enfatizaram a complexidade do processo de articulação dos sentidos, identidades e poder, configurados, na situação do homoerotismo, pela imposição do deslocamento para os aplicativos de pegação. Nesse território, destacam-se os usuários defensores da masculinização da identidade homoerótica e promotores da discrição da feminilidade, os machões e discretos, os quais, todavia, têm suas identidades reduzidas ao discurso homogêneo e hegemônico. Apoiados nos pressupostos da teoria queer (Louro, 2001; Borba, 2015; Moita-Lopes, 2006) e da Análise Crítica do Discurso (Chouliarack e Fairclough, 1999; Fairclough, 2001), visamos a compreensão das identidades dos “machões e discretos” no Grindr, problematizando as articulações das diferenças identitárias. Para tal procedimento, investigamos os usuários em Belém do Pará, analisando os perfis e as narrativas identitárias, com entrevistas por meio do bate-papo do aplicativo. Como resultados, a ideia de homogeneidade é efeito de um aparato heterossexista, o qual envolve a inscrição de valores difusos sobre masculinidade, feminilidade, papéis sexuais e performances públicas, inscrevendo os “machões e discretos” em um entre-lugar definido pela debilidade performática e sua projeção no parceiro-em-potencial.  

Palavras-chave: Masculinidade; Masculinização; Homoerotismo; Grindr; Performances.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Antônia Maués Corrêa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - IFPA

Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Professora Titular do curso de Letras - Língua Portuguesa no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), campus Belém.

Marcos da Silva Cruz, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará - IFPA

Graduado em Letras, com habilitação em Língua Portuguesa pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA).      

Referências

ALTHUSSER, Louis. Aparelhos ideológicos do Estado: notas sobre aparelhos ideológicos do Estado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1985. Disponível em: <https://politica210.files.wordpress.com/2014/11/althusser-louis-ideologia-e-aparelhos-ideolc3b3gicos-do-estado.pdf>. Acesso em: 16 mar. 2019.

AUSTIN, John Langshaw. Quando dizer é fazer. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/mod/resource/view.php?id=2395374>. Acesso em: 16 mar. 2019.

BORBA, Rodrigo. Linguística Queer: uma perspectiva pós-identitária para os estudos da linguagem. Entrelinhas, São Leopoldo, RS, v.9, n.1, p. 91-107, jan./jul. 2015. Disponível em: <http://revistas.unisinos.br/index.php/entrelinhas/article/viewFile/10378/4862>. Acesso em: 16 mar. 2019.

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Trad. Maria Helena Kühner. 11 ed. Rio de Janeiro: Berthand Brasil, 2012. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/762315/mod_folder/content/0/BOURDIEU_A%20domina%C3%A7%C3%A3o%20masculina.pdf?forcedownload=1>. Acesso em: 16 mar. 2019.

BUTLER, Judith. Sujeitos do sexo/gênero/desejo. In: BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003. Cap. 1, p.17-60. Disponível em: <https://cadernoselivros.files.wordpress.com/2017/04/butler-problemasdegenero-ocr.pdf>. Acesso em: 16 mar. 2019.

COSTA, Léa Maria Gomes da; BRITO, Lilian Simone Amorin. (Re)ordenamento territorial urbano e segregação socioespacial em Belém. Revistado Instituto Histórico e Geográfico do Pará, IHGP, v.1, n.1, p.13-30, jan./jun. 2014. Disponível em: <http://www.ihgp.net.br/revista/index.php/revista/article/download/2/pdf_1>. Acesso em: 16 mar. 2019. DOI: https://doi.org/10.17553/2359-0831/ihgp.n1v1p13-30

CHOULIARAKI, Lilie; FAIRCLOUGH, Norman. Discourse in late modernity: rethinking critical discourse analysis. Edinburgh: Edinburgh University Press, 1999.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Tradução: Izabel Magalhâes. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001. Disponível em: <https://www.academia.edu/5281166/Discurso_e_Mudan%C3%A7a_Social_-_Norman_Fairclough>. Acesso em: 16 mar. 2019.

FAPESPA. Mapa de crimes contra a pessoa: ano de 2013. Disponível em: <http://www.fapespa.pa.gov.br/anuario_estatistico/social.html>. Acesso em: 08 de dezembro de 2018. Acesso em: 16 mar. 2019.

FOUCAULT, Michel. A história da sexualidade: a vontade de saber. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1988. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/2940534/mod_resource/content/1/Hist%C3%B3ria-da-Sexualidade-1-A-Vontade-de-Saber.pdf>. Acesso em: 16 mar. 2019.

HALL, Stuart. A identidade em questão. In: HALL, Stuart. Identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. 11 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/mod/resource/view.php?id=2220456>.

LEWIS, Elisabeth Sara. Do “léxico gay” à Linguística Queer: desestabilizando a norma homossexual oculta nas Teorias Queer. Estudos Linguísticos, São Paulo, v.47, n.3, 2018, p. 675-690. Disponível em: <https://revistas.gel.org.br/estudos-linguisticos/article/view/2049>. Acesso em: 16 mar. 2019. DOI: https://doi.org/10.21165/el.v47i3.2049

LIMA, José Júlio; SILVA, Raul Ventura; CRUZ, Camila Cristina da Costa S. Modificações recentes na configuração da periferia de Belém do Pará e suas consequências na mobilidade urbana. In: III Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo. São Paulo, 2014, p. 2-14. Disponível em: <https://www.anparq.org.br/dvd-enanparq-3/htm/Artigos/SC/ORAL/SC-HDC-034_LIMA_SILVA_CRUZ.pdf>. Acesso em: 16 mar. 2019.

LOURO, Guacira Lopes. Teoria queer: uma política pós-identitária para a educação, Estudos Feministas, v.9, n.2, p.541-553, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-026X2001000200012&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: 16 mar. 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-026X2001000200012

MAINGUENEAU, Dominique. Discurso e análise do discurso. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.

MOITA-LOPES, Luiz Paulo. Lingüística Aplicada e vida contemporânea: problematização dos constructos que têm orientado a pesquisa. In: MOITA-LOPES, Luiz Paulo. Por uma Linguística Aplicada Indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006. Cap.3, p.85-107.

MOITA-LOPES, Luiz Paulo. Identidades Fragmentadas: a construção discursiva de raça, gênero e sexualidade em sala de aula. Campina, SP: Mercado de Letras, 2002.

MISKOLCI, Richard. Desejos digitais: uma análise sociológica da busca por parceiro on-line. Belo Horizonte, MG: Autêntica Editora, 2017.

ORLANDI, Eni Puccinelli. As formas de silêncio: no movimento dos sentidos. 6 ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2007. Disponível em: <https://www.docsity.com/pt/as-formas-do-silencio-eni-orlandi/4882612/>. Acesso em: 16 mar. 2019. DOI: https://doi.org/10.7476/9788526814707

PERLONGHER, Néstor. O negócio do michê: a prostituição viril em São Paulo. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987. Disponível em: <https://moodle.ufsc.br/pluginfile.php/1058034/mod_folder/content/0/PERLONGHER%2C%20Nestor.%20O%20neg%C3%B3cio%20do%20Mich%C3%AA%20%5Blivro%20completo%5D.pdf?forcedownload=1>. Acesso em: 16 mar. 2019.

REIS, Ramon. Concurso Marquinha de Biquíni: visibilidades político-corporais entre jovens homossexuais em um bairro “periférico” de Belém. Bagoas, Natal, v.7, n.13, 2015, p.323-351. Disponível em: <https://periodicos.ufrn.br/bagoas/article/view/9661>. Acesso em: 16 mar. 2019.

SANTOS, Boaventura de Souza. Para uma sociologia das ausências e uma sociologia das ausências. In SANTOS, Boaventura de Souza. Conhecimento prudente para uma vida decente: um discurso sobre as ciências revisitado. São Paulo: Cortez, 2004. Cap. 34, p. 777-821. Disponível em: <https://www.academia.edu/7823135/97023395-SANTOS-Boaventura-de-Souza-Org-Conhecimento-Prudente-Para-Uma-Vida-Decente>. Acesso em: 16 mar. 2019.

SANTOS FILHO, Ismar Inácio dos. A construção discursiva de masculinidades bissexuais: um estudo em linguística queer. 2012. 248 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012. Disponível em: <https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11663>. Acesso em: 16 mar. 2019.

SEDWICK, EveKosofsky. A epistemologia do armário. Cadernos Pagu, Campinas, São Paulo, v.28, n.1, p.19-54, jan./jun. 2007. Disponível em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644794>. Acesso em: 16 mar. 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-83332007000100003

SCOTT, Joan W. A invisibilidade da experiência. Proj. História, Revista do Programa de Estudo Pós-Graduados em História,São Paulo v. 16, n.1, fev. 1998. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/11183>. Acesso em: 16 mar. 2019.

SITE DO GRINDR. Disponível em: <https://www.grindr.com/br/about/>. Acesso em: 02 de outubro de 2018.

SPARGO, Tasmin. Foucault e a teoria queer. Belo Horizonte, MG: Autêntica Editora, 2017.

TRINDADE JR., Saint-Claire C. A natureza da urbanização na Amazônia e sua expressão metropolitana. Geografares, Vitória, v.1, n.1, jun. 2000. Disponível em: <http://www.portaldepublicacoes.ufes.br/geografares/article/download/1169/881>. Acesso em: 16 mar. 2019. DOI: https://doi.org/10.7147/GEO1.1169

TRINDADE JR., Saint-Claire C. Fronteira urbana-imobiliária e a dinâmica metropolitana na Amazônia brasileira. In: VIII Encuentro dos Geografos da America Latina, Santiago: Universidad de Chile, v. 1, n.1, 2001, p.51-71.

VAN DIJK, Teun A. Discurso e manipulação. In: VAN DIJK, Teun A. Discurso e poder. São Paulo: Contexto, 2008. Cap. 8, p.233-263.

VOLOSHINOV, Valentin. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 2 ed. São Paulo: Editora 34, 2018.

Downloads

Publicado

2019-12-18

Como Citar

MAUÉS CORRÊA, J. A.; DA SILVA CRUZ, M. Entre machos e discretos: discursos, identidades homoeróticas masculinas e(m) aplicativos de pegação. Revista Heterotópica, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 108–135, 2019. DOI: 10.14393/HTP-v1n2-2019-50080. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/RevistaHeterotopica/article/view/50080. Acesso em: 19 abr. 2024.