Morphology of young tillers of marandu palisadegrass arising in high or low canopy

Autores

  • Bruno Humberto Rezende Carvalho Universidade Federal de Uberlândia
  • Bruno Nascimento Segatto Universidade Federal de Uberlândia
  • Kathleen Alves Vasconcelos Universidade Federal de Uberlândia
  • Gustavo Jordan da Silva Queiroz Universidade Federal de Uberlândia
  • Jessica Abreu de Sá Medica Universidade Federal de Uberlândia
  • Manoel Eduardo Rozalino Santos Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

O estudo dos perfilhos, embora reducionista, auxilia na compreensão do desenvolvimento do pasto, um conhecimento importante para a tomada de decisão durante o manejo do pastejo. Desta forma, este trabalho foi realizado para avaliar as alterações na morfologia do perfilho jovem em dois locais do mesmo pasto de Brachiaria brizantha cv. Marandu (capim-marandu), sendo um com plantas de 25 cm e o outro com plantas de 50 cm de altura. Adotou-se o delineamento em blocos casualizados com quatro repetições. O capim-marandu foi manejado em pastejo alternado, uma modalidade da lotação intermitente, utilizando bovinos. A massa de forragem, bem como o número de perfilhos reprodutivos foi maior no local do pasto com 50 cm, em relação àquele com 25 cm. Resposta contrária ocorreu com o número de perfilho vegetativo. Os comprimentos da lâmina foliar e do colmo dos perfilhos jovens foram menores nos locais com 25 cm, em relação aos com 50 cm. Os números de folhas vivas e mortas não foram influenciados pela altura do pasto. A maior massa de folhas vivas e de colmo por perfilho ocorreu no local com 50 cm, em relação àquele com 25 cm. O mesmo padrão de resposta foi observado para o peso individual dos perfilhos. Os perfilhos jovens oriundos de plantas baixas possuíram maior relação folha/colmo, quando comparado aos que surgiram de plantas altas. Em um mesmo pasto, os perfilhos jovens e com mesmo estágio de desenvolvimento de B. brizantha cv. Marandu apresentam morfologias diferentes, em função da altura da planta do qual se originam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Humberto Rezende Carvalho, Universidade Federal de Uberlândia

Mestrando em Ciências Veterinárias, Faculdade de  Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil.

Bruno Nascimento Segatto, Universidade Federal de Uberlândia

Discente do curso de Zootecnia, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil.

Kathleen Alves Vasconcelos, Universidade Federal de Uberlândia

Discente do curso de Zootecnia, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil

Gustavo Jordan da Silva Queiroz, Universidade Federal de Uberlândia

Discente do curso de Zootecnia, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil

Jessica Abreu de Sá Medica, Universidade Federal de Uberlândia

Graduação em Agronomia, Mestrado em Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil

Manoel Eduardo Rozalino Santos, Universidade Federal de Uberlândia

Professor da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil.

Downloads

Publicado

2019-04-05

Como Citar

Humberto Rezende Carvalho, B., Nascimento Segatto, B., Alves Vasconcelos, K., Jordan da Silva Queiroz, G., Abreu de Sá Medica, J., & Rozalino Santos, M. E. (2019). Morphology of young tillers of marandu palisadegrass arising in high or low canopy. Veterinária Notícias, 24(2), 1. Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/41185