As bases do pensamento de Keynes e o papel do Estado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v38n2a2023-66746

Palavras-chave:

Keynes, expectativas, incertezas, Estado, filosofia moral

Resumo

A concepção de John Maynard Keynes acerca da economia capitalista tem por característica principal a incerteza. A visão sobre a incerteza, inerente a própria realidade, se ampara fundamentalmente tanto em sua teoria da probabilidade, expressa em Treatise on Probability, – a qual demonstra que a probabilidade não trata do cálculo das frequências dos fenômenos passados, mas que ela está intimamente ligada a uma relação lógica e racional de como o ser humano conhece algo e interage com este algo – quanto numa visão realista do mundo. Sustentamos a hipótese de que Keynes conseguiu apreender um aspecto primordial na realidade objetiva: a contraposição entre intencionalidade das ações dos indivíduos e a interação dessas ações com a totalidade da sociedade. Desse modo, o presente trabalho intenta analisar as bases da concepção acerca do caráter incerto da realidade e da formação das expectativas em Keynes, para, a partir daí, compreender suas propostas de intervenção do Estado em sua Teoria Geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-09-21

Como Citar

ALVES FREITAS, P.; DE CASTRO VIEIRA, F. As bases do pensamento de Keynes e o papel do Estado. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, v. 38, n. 2, 2023. DOI: 10.14393/REE-v38n2a2023-66746. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/66746. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos