Produtividade do trabalho e a lei geral da acumulação capitalista

Autores

  • Fernanda Valada Machado FUNAI

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v37nesp.a2022-64403

Resumo

Este ensaio propõe entender o sentido do progresso tecnológico dentro das relações sociais de produção capitalista, com foco nos significados da acumulação para a classe trabalhadora. Para isso, é analisado o desenvolvimento teórico de Marx da lei geral da acumulação capitalista. Entende-se que a produtividade social do trabalho sob o modo de produção capitalista não incorpora o progresso técnico com o objetivo de ampliar o bem-estar dos trabalhadores, mas sim o subordina à espiral da acumulação de capital e, consequentemente, expande as contradições imanentes do capital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-01-31

Como Citar

VALADA MACHADO , F. . Produtividade do trabalho e a lei geral da acumulação capitalista. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, v. 37, n. esp. jan., 2022. DOI: 10.14393/REE-v37nesp.a2022-64403. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/64403. Acesso em: 8 dez. 2022.