Política fiscal e recessão econômica em Minas Gerais: uma análise dos resultados fiscais estruturais e dos impulsos fiscais entre 2013 e 2017

Autores

  • Arhtur Braga Góes SEPLAG-MG
  • Lúcio Otávio Seixas Barbosa FJP-MG

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v37n1a2022-58347

Resumo

O presente artigo analisa a condução da política fiscal pelo Governo do Estado de Minas Gerais durante a recessão econômica brasileira compreendida entre 2014 e 2016. A metodologia utilizada envolve o cálculo dos resultados estruturais e impulsos fiscais, adaptando-a para as especificidades do estado mineiro. O período de análise compreende os anos de 2013 a 2017. Os resultados evidenciam as dificuldades em conter o avanço das despesas com pessoal no âmbito estadual e sugerem que existe pouca margem para políticas contracíclicas, registrando-se impulsos contracionistas mesmo durante a recessão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-20

Como Citar

BRAGA GÓES, A.; SEIXAS BARBOSA, L. O. Política fiscal e recessão econômica em Minas Gerais: uma análise dos resultados fiscais estruturais e dos impulsos fiscais entre 2013 e 2017. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, v. 37, n. 1, 2022. DOI: 10.14393/REE-v37n1a2022-58347. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/58347. Acesso em: 22 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos