Os Desafios Socioeconômicos da Agricultura Familiar: Um estudo para o Assentamento Primavera em Rondonópolis

Autores

  • Andreza Correa da Cruz Universidade Federal de Mato Grosso
  • Cláudia Regina Heck Universidade Federal de Mato Grosso
  • Aniela Fagundes Carrara Universidade Federal de Rondonópolis

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v35n2a2020-57250

Resumo

A expansão dos assentamentos rurais como política agrária no país representou (e ainda representa) a forma para resolução dos conflitos no campo, sem alterar a estrutura fundiária e modificar a estrutura de poder no campo. O artigo propõe-se a compreender as relações socioeconômicas vivenciadas no Assentamento Primavera, localizado no município de Rondonópolis, no Mato Grosso, e como as atividades desenvolvidas pelos agricultores familiares, possibilitam a sua permanência na propriedade. A metodologia adotada na pesquisa compreende a análise bibliográfica e documental, além da aplicação de questionário estruturado as famílias assentadas. Foi detectado que, apesar da geração de renda e das condições de produção no assentamento, a distância do centro urbano e a falta de serviços de assistência social, estão se tornando empecilhos para a sucessão familiar e a permanência das famílias no campo. Adicionalmente, a expansão da produção de commodities tem valorizado as terras do assentamento, tornando-se um atrativo para a migração do campo para a cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-09-11