Componente fiscal e eficácia da política monetária em um modelo novo-keynesiano: uma abordagem empírica para o Brasil

Autores

  • Daniel Pereira dos Anjos UFES
  • Ricardo Ramalhete Moreira UFES

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v37n1a2022-57120

Resumo

Este trabalho estimou um modelo novo-keynesiano através da abordagem VAR a fim de contribuir com a literatura sobre avaliação de políticas monetária e fiscal no Brasil, dando-se continuidade aos testes empíricos encontrados na literatura. As variáveis foram coletadas para o período Jan-2003 a Jan-2018, e foi adicionado um bloco fiscal ao modelo que permite inferir sobre o regime de coordenação entre ambas as políticas, diferenciando-se de trabalhos anteriores e dando-se maior robustez aos resultados obtidos. Dentre estes, encontrou-se um papel indireto da política fiscal na eficácia da política monetária através de efeitos diretos da primeira sobre as flutuações cambiais reais e, por este canal, nas expectativas inflacionárias do público. Sugere-se a necessidade de consolidação fiscal a fim de fortalecer a credibilidade e eficácia da política monetária no âmbito do regime de metas para inflação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-20

Como Citar

PEREIRA DOS ANJOS, D.; RAMALHETE MOREIRA, R. Componente fiscal e eficácia da política monetária em um modelo novo-keynesiano: uma abordagem empírica para o Brasil. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, v. 37, n. 1, 2022. DOI: 10.14393/REE-v37n1a2022-57120. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeconomiaensaios/article/view/57120. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos