Uma Reflexão sobre o Início da Cepal e seu Contexto

Autores

  • Marcelo Garcia Silveira Banco do Brasil
  • Eduardo Angeli Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v34n2a2020-42720

Resumo

O artigo busca apresentar as principais características do desenvolvimentismo estruturalista cepalino na sua fase inicial. Essa fase foi denominada de “fase criativa” por Furtado, ao considerar os primeiros textos da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (Cepal). Pretende-se mostrar a confluência entre as teses originais da Cepal e como elas se associaram ao desenvolvimentismo na América Latina e, especialmente, ao caso brasileiro. Dessa forma, apresenta-se o contexto de ideias e proposições desenvolvimentistas e como a Cepal foi um órgão fundamental de sistematização dessas ideias. Adicionalmente, são detalhadas três teses fundamentais da Cepal, considerando que elas sustentaram argumentos pró-industrialização durante a hegemonia desenvolvimentista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-04-29

Edição

Seção

Artigos