Análise espacial da produtividade do café na região Sudeste do Brasil: 1990-2015

Autores

  • Daniela Peres Cardozo Universidade Estadual de Maringá
  • Luana Las Schaab Universidade Estadual de Maringá
  • José Luiz Parré Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v34n1a2019-40853

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a evolução da produtividade média do setor cafeeiro da região sudeste nos anos de quinquênio de 1990 a 2015. Para tanto, analisouse a dinâmica espacial, a formação de clusters e, por fim, verificou-se a incidência de convergência na produtividade média do café. A metodologia utilizada é a análise exploratória de dados espaciais e a econometria espacial. Os resultados indicam que existe autocorrelação espacial global positiva. Houve convergência em todos os subperíodos analisados, dado que o valor do coeficiente estimado foi negativo e significativo. Assim, os resultados corroboram a hipótese de convergência espacial, indicando que a produção de café nas microrregiões menos produtivas cresceu a uma
taxa maior do que nas microrregiões mais produtivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Peres Cardozo, Universidade Estadual de Maringá

Mestranda em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Maringá. 

Luana Las Schaab, Universidade Estadual de Maringá

Mestranda em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Maringá.

José Luiz Parré, Universidade Estadual de Maringá

Professor Titular do Departamento de Economia da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e do Programa de Pós-graduação em Economia (PCE/UEM)

Downloads

Publicado

2019-12-20

Edição

Seção

Artigos