Crédito rural agrícola e impactos regionais sobre a dinâmica da produção agrícola brasileira no período de 2000 a 2010

Autores

  • José Raimundo B. Trindade
  • Adejard Gaia Cruz

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v33n2a2019-39964

Resumo

Este artigo examina o crédito rural, tendo como ponto de apoio metodológico os indicadores de concentração, especialização, localização e desigualdade tal como se especificará na seção metodológica deste trabalho. O estudo analisa exclusivamente o crédito rural agrícola, objetivando problematizar o impacto deste sobre as condições de expansão da agricultura brasileira no período de 2000 a 2010, considerando os indicadores mencionados para focalizar a distribuição do crédito rural em nível nacional, centrado nas macrorregiões do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sob o recorte municipal. Os indicadores mostram que aproximadamente 84 % dos municípios com elevada disponibilidade de crédito agrícola estão concentrados no Sul e Sudeste em 2010, sendo irrisória a participação da Região Norte, cuja evolução entre os indicadores de 2000 para 2010 foram insignificantes (passou de 0,5 % para 0,7 %). Dessa forma, a maior concentração dos municípios de precária ou inexistente disponibilidade creditícia apresenta-se nas regiões Norte e Nordeste, o que reforça a importância de se pensar novas políticas públicas regionalizadas de oferta de crédito agrícola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-17

Edição

Seção

Artigos