Gasto público productivity-enhancing: implicações para os termos de troca

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v32n2a2018-8

Resumo

Este artigo analisa o impacto dos gastos públicos sobre os termos de troca em uma economia que leva em consideração a estrutura analítica dos modelos New Open Economy Macroeconomics (NOEM). Ao considerar o gasto público como um fator exógeno de eficiência do tipo productivity-enhancing, os ganhos sobre os termos de troca estão associados a situações em que os pressupostos do primeiro teorema do bem-estar não são válidos. Os resultados sugerem que a existência de falhas de mercado não garantem um papel de destaque para o governo no sentido de promover ganhos nos termos de troca, uma vez que este pode estar sujeito às mesmas restrições que os agentes privados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Motta Correia, Universidade Federal do Paraná

Professor do Departamento de Economia da UFPR

Bruno Schlögl, UFPR

Doutorando em Desenvolvimento Econômico pela UFPR e Professor da UDESC

Downloads

Publicado

2018-08-13

Edição

Seção

Artigos