Fluxo de capital e desigualdade de renda no Brasil (1981-2014)

Autores

  • Luccas Assis Attílio Universidade Federal de Ouro Preto

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v32n2a2018-1

Resumo

Este artigo investiga a influência do fluxo de capital de portfólio sobre a distribuição de renda brasileira entre os anos de 1981 e 2014 com o uso do VEC. Os resultados indicam que esse fluxo impacta de forma desfavorável a desigualdade do Brasil. De acordo com o modelo de Demirguc-Kunt e Levine (2009), isso ocorreria em virtude da melhora das condições das famílias que já utilizam o mercado financeiro e pelo não acesso de famílias mais pobres a ele. Outro canal seria que esse mercado, ainda que se abrisse para as famílias pobres, não estaria fornecendo instrumentos para a obtenção de renda por meio de atividades produtivas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luccas Assis Attílio, Universidade Federal de Ouro Preto

Professor de economia da UFOP

Mestre em economia pela UFMG

Graduado em economia pela UFV

Downloads

Publicado

2018-08-13

Edição

Seção

Artigos