Diferenciais compensatórios de salário e o pagamento do adicional de insalubridade por ruído no Brasil

Autores

  • Paulo Henrique Adib Dantas Salim
  • Marco Antonio Jorge

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v33n2a2019-36164

Resumo

No Brasil, a exposição ao ruído acima do limite legal prevê um adicional de 20% sobre o salário mínimo. Este artigo objetiva propor uma alternativa de pagamento do adicional de insalubridade para o ruído e está organizado em três seções, além da introdução. Na primeira, apresenta-se o referencial teórico baseado na teoria dos diferenciais compensatórios de salário e o marco legal referente à insalubridade e ao ruído no Brasil. A segunda seção apresenta a aplicação do modelo proposto e na última seção são apresentadas as considerações finais do trabalho, dentre elas, a de que haveria um ganho de eficiência com a sua implementação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-17

Edição

Seção

Artigos