A Ciência Econômica na Europa e nos Estados Unidos: a contenda*

Autores

  • Antonio Maria da Silveira

Resumo

Resumo: A Contenda do Método ("Methodenstreitâ€?) foi uma reação contra a crescente formalização da ciência econômica, com o uso do método hipotético- dedutivo para nortear a geração de conhecimento (Economia Pura). A postura reativa mais extremada asseverava que o método científico se resumia ao histórico, com análises de ocorrências do fenômeno em toda completude, inclusive suas localizadas e datadas especificidades (Economia Concreta). A "Contenda Européiaâ€? atual, digamos assim, tem marco em número especial da revista KYKLOS (1995), onde quinze autores discutem diferenças entre europeus e estadunidenses. Partimos da hipótese que o lado europeu é compatível com a visão que centraliza o conhecimento científico no que chamamos Economia Social, a qual entrelaça teorias das ciências sociais e humanas, com relevância variável, no considerar todos os fatores universais e necessários para ocorrências de fenômenos econômicos. Percebendo a evolução na interação das três esferas da ciência, entre si e com a economia na prática, revemos os trabalhos dos contendores, focalizando o vício ricardiano, o monismo, e a avaliação do trabalho científico. Palavras-chave: Âmbito e Método. Monismo. Vício Ricardiano. Códigos JEL: A11; A13: B41. Economics in Europe and The United States: The Controversy. Key words: Scope and Method. Monism. Ricardian Vice. JEL Codes: A11; A13: B41.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-01-15

Edição

Seção

Artigos