Incentivo à leitura como forma de desenvolvimento local

Autores

  • Wilton Antonio Machado Junior Universidade Federal de Itajubá
  • Matheus Leite Siqueira de Lima Universidade Federal de Itajubá
  • Vivian Ariane de Oliveira Costa Universidade Federal de Itajubá
  • Daniela Rocha Teixeira Riondet-Costa Universidade Federal de Itajubá

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE-v17n22018-rel10

Palavras-chave:

Desenvolvimento local. Leitura. Interação Universidade e Comunidade.

Resumo

A leitura é um instrumento de emancipação social, ajudando os leitores a alcançar outros horizontes. Os objetivos do projeto de extensão, ora relatado, foram: promover a interação entre a universidade e a comunidade local, mobilizando alunos e servidores da instituição a doarem livros, gibis e revistas; criar um ambiente dedicado à leitura neste centro; despertar e estimular o hábito de leitura nos internos do Centro de Tratamento de dependentes químicos por meio da exposição a livros, gibis e revistas. Como metodologia, foi realizada campanha de arrecadação de livros por dois veículos principais: e-mail e Facebook; a aquisição onerosa de uma geladeira obsoleta para alocação dos livros e outros materiais necessários para a confecção do espaço dedicado à leitura; além disso, foram realizados diálogos com os internos sobre a importância da leitura. Antes da implementação do projeto, foram realizadas três visitas com o intuito de conhecer a realidade dos internos adictos e sensibilizá-los quanto à importância da leitura. Na implementação do projeto foram realizadas as seguintes etapas: reforma e confecção da "geladeira de livros"; sarau com músicas; declamação de poesias; e café de integração. O principal resultado foi a participação dos internos, a qual foi fundamental para o desenvolvimento do projeto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilton Antonio Machado Junior, Universidade Federal de Itajubá

Mestrando em Desenvolvimento, Tecnologias e Sociedade na Universidade Federal de Itajubá, Minas Gerais, Brasil.

Matheus Leite Siqueira de Lima, Universidade Federal de Itajubá

Mestrando em Desenvolvimento, Tecnologias e Sociedade na Universidade Federal de Itajubá, Minas Gerais, Brasil.

Vivian Ariane de Oliveira Costa, Universidade Federal de Itajubá

Mestranda em Desenvolvimento, Tecnologias e Sociedade na Universidade Federal de Itajubá, Minas Gerais; membro do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Interdisciplinar (GEPEI/UNIFEI).

Daniela Rocha Teixeira Riondet-Costa, Universidade Federal de Itajubá

Doutora em Ciências, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil; professora adjunta da Universidade Federal de Itajubá, Minas Gerais, Brasil

Referências

MENDONÇA, S. G. L.; SILVA, P. S. Extensão universitária: uma nova relação com a administração pública. Extensão Universitária: ação comunitária em universidades brasileiras, São Paulo, v. 3, p. 29-44, 2002.

ROSA, F. G. M. G.; ODONNE, N. Políticas públicas para o livro, leitura e biblioteca. Ciência da Informação, Brasília, v. 35, n. 3, p. 183-193, set./dez. 2006.

Downloads

Publicado

2019-02-17

Como Citar

MACHADO JUNIOR, W. A.; LIMA, M. L. S. de; COSTA, V. A. de O.; RIONDET-COSTA, D. R. T. Incentivo à leitura como forma de desenvolvimento local. Revista Em Extensão, Uberlândia, MG, v. 17, n. 2, p. 222–234, 2019. DOI: 10.14393/REE-v17n22018-rel10. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/41602. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Relatos de Experiência