Consultórios itinerantes odontológicos: relato de experiência dos primeiros seis meses de atuação

Autores

  • Ana Laura Gurski Mattia Universidade Federal de Pelotas
  • Elisabete Kasper Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.14393/REE_v14n12015_rel03

Palavras-chave:

Consultórios itinerantes. Projeto de extensão. Saúde coletiva. Escolares. Odontologia.

Resumo

Diversos estudos apontam para a necessidade de incrementar novas estratégias na atenção básica em saúde bucal dos escolares, especialmente para os residentes em áreas de difícil acesso e em locais onde a Unidade Básica de Saúde (UBS) não ofereça atendimento odontológico. Nesse sentido, o Ministério da Educação (MEC) propôs que as Instituições de Ensino Superior (IES) administrassem Consultórios Itinerantes Odontológicos, a fim de aumentar o acesso dos escolares às atividades de prevenção e promoção de saúde bucal. A Universidade Federal de Pelotas (UFPel), por meio do projeto de extensão "Operacionalizando o consultório itinerante odontológico", possibilita aos acadêmicos da Faculdade de Odontologia prestarem atendimento clínico à população sob orientação da professora coordenadora do projeto. A partir disso, este relato tem como objetivo contar a experiência vivenciada pelos acadêmicos no referido projeto, no período de janeiro a junho de 2014.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Laura Gurski Mattia, Universidade Federal de Pelotas

Acadêmica do curso de graduação em Odontologia pela Universidade Federal de Pelotas

Elisabete Kasper, Universidade Federal de Pelotas

Doutora em Ciências Pneumológicas com ênfase em Educação em Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professora do Departamento de Odontologia Preventiva e Social da Universidade Federal de Pelotas

Downloads

Publicado

2015-08-12

Como Citar

GURSKI MATTIA, A. L.; KASPER, E. Consultórios itinerantes odontológicos: relato de experiência dos primeiros seis meses de atuação. Revista Em Extensão, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 116–125, 2015. DOI: 10.14393/REE_v14n12015_rel03. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/28403. Acesso em: 29 maio. 2022.

Edição

Seção

Relatos de Experiência