Conhecimento local e percepção da natureza como ferramenta de educação ambiental em comunidades vizinhas ao Parque Estadual do Rio Preto, Minas Gerais

Autores

  • Natália Viveiros Salomão Instituto Biotrópicos
  • Alexsander Araújo Azevedo Instituto Biotrópicos
  • Maíra Figueiredo Goulart Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Palavras-chave:

Educação ambiental, Percepção ambiental, Unidade de conservação, Parque Estadual do Rio Preto

Resumo

A criação de unidades de conservação muitas vezes gera conflitos com as comunidades vizinhas que se sentem prejudicadas pela perda de acesso aos recursos naturais e pela freqüente falta de valorização da sabedoria tradicional das mesmas. A Educação Ambiental, por ser um processo de aquisição de consciência, conhecimentos, valores, habilidades, experiências e determinação para agir e resolver problemas ambientais, é fundamental para reverter esse cenário. O estudo de percepção ambiental desenvolvido em duas comunidades vizinhas ao Parque Estadual do Rio Preto, localizado na região do Alto Jequitinhonha, Minas Gerais, diagnosticou os conhecimentos, sentimentos e carências de seus moradores. O diagnóstico mostrou que, de maneira geral, é ausente a visão de que o homem é parte integrante da natureza. Também se verificou que o conhecimento sobre o Parque é limitado, que muitos moradores se sentem prejudicados com sua implantação e que gostariam de receber mais informações e incentivos para visitarem o Parque. As informações obtidas foram utilizadas na elaboração um material educativo em formato de calendário para ampla distribuição entre os moradores das comunidades vizinhas ao Parque. O material, além de transmitir informações úteis, desperta sentimentos de orgulho, pertencimento e admiração pela natureza, aspectos essenciais para a formação de cidadãos mobilizados para a conservação da mesma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natália Viveiros Salomão, Instituto Biotrópicos

Bióloga, graduada pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri; Especialista em Gestão de Projetos Ambientais pela Pontifica Universidade Católica de Minas Gerais; Professora dos ensinos fundamental e médio.

Alexsander Araújo Azevedo, Instituto Biotrópicos

Biólogo, graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais; Mestre em Entomologia pela Universidade Federal de Viçosa; Doutor em Ecologia, Conservação e Manejo de Vida Silvestre pela Universidade Federal de Minas Gerais; Diretor do Instituto Biotrópicos, ONG de carácter científico e ambientalista.

Maíra Figueiredo Goulart, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Bióloga graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais; Mestre e Doutora em Ecologia, Conservação e Manejo de Vida Silvestre pela Universidade Federal de Minas Gerais; Professor adjunto II do Departamento de Ciências Biológicas, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri.

Downloads

Publicado

2013-02-14

Como Citar

SALOMÃO, N. V.; AZEVEDO, A. A.; GOULART, M. F. Conhecimento local e percepção da natureza como ferramenta de educação ambiental em comunidades vizinhas ao Parque Estadual do Rio Preto, Minas Gerais. Revista Em Extensão, [S. l.], v. 11, n. 2, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revextensao/article/view/20823. Acesso em: 16 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais