MODELAGEM AMBIENTAL PARA COVID-19 (SARS-COV-2) EM SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO COMO INSTRUMENTO AUXILIAR NAS AÇÕES DE SAÚDE PÚBLICA

Autores

  • Alexandra Fátima Saraiva Soares Doutora, Programa de Pós-Graduação em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos - UFMG
  • Bárbara Caroline Ricci Nunes Doutora, Programa de Pós-Graduação em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos - UFMG
  • Flávia Cristina Rodrigues Costa Engenheira Química pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Luís Fernando de Morais Silva Engenheiro Ambiental pela Universidade Federal de Minas Gerais
  • Luís Paulo Souza e Souza Doutor, Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia0054636

Palavras-chave:

SARS-CoV-2, Sistema de Esgoto Sanitário, Modelagem Ambiental, Vigilância em Saúde

Resumo

Diante da ocorrência de RNA do SARS-CoV-2 em fezes de pacientes infectados, este artigo apresenta informações acerca das vantagens do uso de modelagem ambiental de sistemas de esgotamento sanitário para o diagnóstico coletivo da COVID-19, especialmente no Brasil. A revisão da literatura foi conduzida, principalmente, em bases de dados científicas eletrônicas, nacionais e internacionais. Apesar de, até o momento, poucos estudos indicarem o potencial de contaminação do SARS-CoV-2 pelo esgoto sanitário, as análises realizadas direcionam para que esta proposição seja considerada nas ações de vigilância à saúde. A abordagem da Epidemiologia de Esgotos tem sido utilizada com sucesso em alguns países para rastrear e fornecer alertas precoces de surtos de vírus. No Brasil, considerando o aumento de casos da COVID-19, as restrições da testagem em massa e as condições fragilizadas do saneamento, focar na vigilância dos sistemas de esgotamento sanitário poderá auxiliar as ações adotadas pelo Sistema Único de Saúde e demais setores no enfrentamento da pandemia. Assim, o emprego da modelagem é oportuno para simular e conhecer a extensão da contaminação da população pela COVID-19, bem como o espalhamento da doença em determinada região, constituindo alternativa complementar aos procedimentos de triagem clínica, visando a auxiliar na promoção da saúde pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-24

Como Citar

SOARES, A. F. S.; NUNES, B. C. R.; COSTA, F. C. R.; SILVA, L. F. de M.; SOUZA, L. P. S. e. MODELAGEM AMBIENTAL PARA COVID-19 (SARS-COV-2) EM SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO COMO INSTRUMENTO AUXILIAR NAS AÇÕES DE SAÚDE PÚBLICA . Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], 2020. DOI: 10.14393/Hygeia0054636. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/54636. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Edição Especial: Dossiê COVID-19