ESPACIALIZAÇÃO DOS CASOS DE SARS-COV-2 NA REDE URBANA DE MATO GROSSO DO SUL: UMA ANÁLISE DA 11ª À 18ª SEMANA EPIDEMIOLÓGICA DE 2020

Autores

  • Adeir Archanjo da Mota Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade de Ciências Humanas (FCH), Dourados/ MS, Brasil.
  • Maria José Martinelli Silva Calixto Universidade Federal da Grande Dourados https://orcid.org/0000-0003-3214-8256

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia0054607

Palavras-chave:

Geografia da Saúde, Rede urbana, COVID-19, Mato Grosso do Sul

Resumo

A pandemia da COVID-19, declarada pela Organização Mundial da Saúde, é uma emergência de saúde pública de importância internacional. Os agravos à saúde humana pelo vírus SARS-CoV-2, e os impactos socioambientais e econômicos dele decorrentes, exigem respostas imediatas e articuladas, envolvendo estudos de diferentes áreas do conhecimento. Nesta perspectiva, este artigo é resultado de um estudo em desenvolvimento, de caráter exploratório, descritivo e analítico, que objetiva mapear a distribuição espaço-temporal dos casos confirmados e dos óbitos registrados no estado de Mato Grosso do Sul. Da mesma forma, visa identificar, na rede urbana, a associação espacial entre os níveis de centralidade e os 280 casos positivos. Considerando sete semanas epidemiológicas, pode-se afirmar que, de forma geral e preliminarmente, o contágio evolui dos centros urbanos de maiores níveis de centralidade para os de menores níveis. Por outro lado, as interações espaciais heterárquicas também contribuem para compreender o início do contágio em centros de menor nível hierárquico. Ressalta-se que os resultados podem contribuir com a vigilância em saúde estadual, oferecendo subsídios para a priorização de locais para ações, para o monitoramento e para estudos que possam identificar riscos e vulnerabilidades socioambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-24

Como Citar

MOTA, A. A. da; CALIXTO, M. J. M. S. . ESPACIALIZAÇÃO DOS CASOS DE SARS-COV-2 NA REDE URBANA DE MATO GROSSO DO SUL: UMA ANÁLISE DA 11ª À 18ª SEMANA EPIDEMIOLÓGICA DE 2020 . Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], p. 380–390, 2020. DOI: 10.14393/Hygeia0054607. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/54607. Acesso em: 7 ago. 2022.

Edição

Seção

Edição Especial: Dossiê COVID-19