COVID 19 E OS IMPACTOS NA EDUCAÇÃO: PERCEPÇÕES SOBRE BRASIL E CUBA

Autores

  • Eva Teixeira dos Santos Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Brasil
  • Eros Salinas Chavez Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Brasil
  • Anderson Antonio Molina Silva Programa de Pós-Graduação em Geografia, Campus de Aquidauana – UFMS
  • Geovandir André Lordano Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Brasil
  • Lucy Ribeiro Ayach Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Brasil
  • Vicentina Socorro da Anunciação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Brasil
  • Ricardo Lopes Batista Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia0054555

Palavras-chave:

Covid-19, Impactos Educacionais, Brasil, Cuba

Resumo

A Pandemia da Covid 19 tem causado sobre a população mundial impactos diretos na saúde física e mental, economia, política e relações sociais, dentre elas a educação. Nesta perspectiva, este trabalho analisa os efeitos da pandemia na área da educação no contexto espacial do Brasil e de Cuba, identificando as medidas adotadas, uma vez que o processo de aprendizagem depende diretamente do bem-estar, da saúde física e mental de alunos, professores e familiares. A partir das discussões apresentadas, destaca-se a ausência por parte dos governos dos países de um levantamento estatístico sobre a realidade, sobre as desigualdades regionais, do ponto de vista das infraestruturas nos países e sobre o acesso a internet por professores e alunos no caso do Brasil, uma vez que Cuba por dificuldades de acesso a rede mundial de computadores optou por tele aulas. Com isso, a dinâmica das famílias com crianças e adolescentes tem exigido um esforço maior dos pais, responsáveis e/ou cuidadores, que também é um impacto a ser considerado, uma vez que grande parte não possui preparação para a educação a distância no lar. Portanto, as medidas até agora adotadas são questionáveis quanto aos aspectos qualitativos não considerados no processo ensino aprendizagem e necessitam de mais reflexões e debates em torno da modalidade de ensino proposta frente ao contexto da pandemia, principalmente na educação básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-25

Como Citar

SANTOS, E. T. dos .; CHAVEZ, E. S.; SILVA, A. A. M.; LORDANO, G. A. .; AYACH, L. R.; ANUNCIAÇÃO, V. S. da; BATISTA, R. L. COVID 19 E OS IMPACTOS NA EDUCAÇÃO: PERCEPÇÕES SOBRE BRASIL E CUBA. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], p. 450–460, 2020. DOI: 10.14393/Hygeia0054555. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/54555. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Edição Especial: Dossiê COVID-19