A DIFUSÃO TEMPORO-ESPACIAL DA COVID-19 NO AMAZONAS

Autores

  • Natacha Cíntia Regina Aleixo Doutora em Geografia, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • João Cândido André da Silva Neto Doutor em Geografia, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Rafael de Castro Catão Doutor em Geografia, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia0054536

Palavras-chave:

Difusão, Covid-19, Amazonas

Resumo

O objetivo do trabalho foi analisar a difusão dos casos confirmados da COVID-19 no Amazonas, nos meses de março e abril de 2020. Para isso, foram coletados dados dos casos confirmados e óbitos da FVS/AM, dados da população e características dos municípios (IBGE, 2010; 2019) e dados dos equipamentos em saúde do CNES/DATASUS. Foram realizados mapeamentos das estruturas espaciais e da difusão da doença no software QGIS 3.8. Os resultados demonstraram aspectos coexistentes da difusão hierárquica no início da pandemia no estado e por contágio ao longo do tempo, bem como desigualdades no acesso aos serviços de saúde. Conclui-se que as medidas de isolamento social, as políticas públicas de proteção a população mais vulnerável, recursos humanos e físicos nos serviços de baixa e média complexidade no interior e alta na capital, bem como a logística de transporte para o acesso a saúde são ações que devem ser reforçadas no estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-23

Como Citar

ALEIXO, N. C. R.; SILVA NETO, J. C. A. da .; CATÃO, R. de C. A DIFUSÃO TEMPORO-ESPACIAL DA COVID-19 NO AMAZONAS. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], p. 336–348, 2020. DOI: 10.14393/Hygeia0054536. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/54536. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Edição Especial: Dossiê COVID-19