ANÁLISE SOBRE RISCO E VULNERABILIDADE À COVID-19 NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

Autores

  • Mauro Henrique Soares da Silva Doutor em Geografia. UFMS
  • Marine Dubos Raoul Doutora em Geografia. UFMS
  • Diego Ribeiro Oquendo Cabrero Mestrando em Geografia. UFMS

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia0054402

Palavras-chave:

Pandemia, Mapeamento, Ordenamento Territorial

Resumo

Diante da atual situação de Pandemia declarada pela Organização Mundial da Saúde, em março de 2020, decorrente da dispersão rápida do Coronavírus, cuja doença principal – a COVID-19 – pode causar superlotação dos serviços públicos de saúde e acentuar as perdas de vida da população, surgem questionamentos relativos ao quão vulnerável os territórios estão em relação a esse fenômeno de perigosidade, e, para além disso, qual o grau de risco que as populações estão expostas, considerando as características dos territórios. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa foi analisar a vulnerabilidade e o risco à COVID-19 no estado de Mato Grosso do Sul, considerando as características do território, uma vez que o referido estado apresentou um aumento de 68% dos casos confirmados no período epidemiológico entre 23 e 30 de abril, atingindo 255 contaminados. Para atingir esse objetivo foram elencadas algumas variáveis específicas, com a finalidade de quantificar e analisar tanto a vulnerabilidade, quanto o risco dos territórios municipais do Mato Grosso do Sul à incidência da COVID-19. Verificou-se que dos 79 municípios, 73,41% apresentam Alta Vulnerabilidade, e 74,7% foram classificados como Territórios de Risco Moderado a Alto Risco para a COVID-19, necessitando, portanto, de atenção ao planejamento territorial no enfrentamento da pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Ribeiro Oquendo Cabrero, Mestrando em Geografia. UFMS

Mestrando

Downloads

Publicado

18-06-2020

Como Citar

SOARES DA SILVA, M. H.; DUBOS RAOUL, M.; RIBEIRO OQUENDO CABRERO, D. ANÁLISE SOBRE RISCO E VULNERABILIDADE À COVID-19 NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], p. 164–174, 2020. DOI: 10.14393/Hygeia0054402. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/54402. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Edição Especial: Dossiê COVID-19