NOTIFICANDO O MEDO: CARTOGRAFIA E PERCEPÇÃO DA COVID-19 NA MALHA RODOVIÁRIA NA PORÇÃO NORTE DOS VALES DOS RIOS ARAGUAIA E TOCANTINS

Autores

  • Vinicius Gomes de Aguiar Programa de Pós-graduação em Estudos de Cultura e Território Universidade Federal do Tocantins- Araguaína
  • Dernival Venâncio Ramos Júnior Programa de Pós-graduação em Estudos de Cultura e Território - PPGCult - da Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Kênia Gonçalves Costa Programa de Pós-graduação em Estudos de Cultura e Território - PPGCult - da Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Reges Sodré da Luz Silva Dias Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia0054395

Palavras-chave:

COVID-19, Vales dos rios Araguaia e Tocantins, Cartografia, Percepção

Resumo

Este trabalho espacializa a evolução das notificações dos casos de COVID-19 em Araguaína. Também descreve a percepção sobre a pandemia a partir do contexto das relações com as cidades e a malha rodoviária existente na porção norte dos vales dos rios Araguaia e Tocantins, que compreende o norte do estado do Tocantins, o sudeste do estado do Pará e sul do Maranhão. Os dados utilizados para entender a evolução das notificações de COVID-19 foram disponibilizados pelas Secretarias Estaduais de Saúde do Tocantins e Maranhão, assim como pelas prefeituras municipais paraenses devido a incompatibilidade com os números apresentados pelo estado do Pará. Esses dados foram organizados cartograficamente para auxiliar no entendimento de como o contexto espacial dos casos de COVID-19 de Araguaína podem estar conectados com comportamento regional na proliferação do vírus, bem como sua incidência por 100 mil habitantes, apontando que a conexão por meio da malha rodoviária regional e o fluxo social desse território induzem no aumento contínuo dos casos de COVID-19.Outro procedimento que auxiliou na compreensão da relação de Araguaína com este espaço foi a aplicação de questionários relacionado à percepção das pessoas dessas cidades em relação ao COVID-19, onde foi destacado que na porção norte dos vales, o medo é a imagem mental preponderante sobre a pandemia. Esses dois conjuntos de dados ajudam a conhecer as duas dimensões significativa da Pandemia no interior do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-06-18

Como Citar

GOMES DE AGUIAR, V.; VENÂNCIO RAMOS JÚNIOR, D.; GONÇALVES COSTA, K. .; SODRÉ DA LUZ SILVA DIAS, R. NOTIFICANDO O MEDO: CARTOGRAFIA E PERCEPÇÃO DA COVID-19 NA MALHA RODOVIÁRIA NA PORÇÃO NORTE DOS VALES DOS RIOS ARAGUAIA E TOCANTINS. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], p. 153–163, 2020. DOI: 10.14393/Hygeia0054395. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/54395. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Edição Especial: Dossiê COVID-19