FATORES SOCIOECONÔMICOS RELACIONADOS ÀS DOENÇAS CARDIOVASCULARES: UMA REVISÃO

Autores

  • Luciana Crepaldi Lunkes Professora
  • Luis David Solis Murgas Professor Titular
  • Elaine Maria Seles Dorneles Professora Adjunta
  • Cristiane Barcellos Magalhães da Rocha Professora Adjunta - Universidade Federal de Lavras
  • Gilmara Junqueira Machado Pós-doutoranda

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia142804

Palavras-chave:

Doenças cardiovasculares. Epidemiologia. Classe social. Renda.

Resumo

As doenças cardiovasculares ainda são a maior causa de morte em todo o mundo, e seus fatores de risco já estão estabelecidos, onde diversos estudos tem relacionado a influência de indicadores de saúde socioeconômicos. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão sobre a relação entre as doenças cardiovasculares e os indicadores de saúde socioeconômicos através de um levantamento dos principais dados publicados nos últimos cinco anos na literatura nacional e internacional. Foram utilizados periódicos de acesso livre nas principais bases de dados (Google Acadêmico, Scielo, Pubmed e Lilacs) utilizando as palavras-chave "doenças cardiovasculares", "fatores socioeconômicos", "indicadores de saúde", "escolaridade", "renda" e "gênero" em diferentes combinações. As doenças cardiovasculares constituem um importante problema de saúde pública tanto em países em desenvolvimento quanto desenvolvidos. Historicamente, as taxas de mortalidade reduziram com o passar dos anos, e isso deve-se à influência de diversos fatores. A elevada distribuição dos fatores de risco, bem como a desigualdade entre os sexos e as condições econômicas, reforçam a necessidade das investigações. O controle dos fatores de risco é fundamental, possibilitando mudanças comportamentais associadas ao estilo de vida. As possibilidades de intervenção envolvem a dedicação de cuidados mais intensivos ao controle dos fatores de risco cardiovascular em indivíduos com menor nível de escolaridade. E, além disso, priorizar a busca por indivíduos menos favorecidos financeiramente em áreas de alta prevalência das doenças cardiovasculares e da instrução quanto à manutenção de hábitos de vida saudáveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-07-05

Como Citar

LUNKES, L. C.; MURGAS, L. D. S.; DORNELES, E. M. S.; ROCHA, C. B. M. da; MACHADO, G. J. FATORES SOCIOECONÔMICOS RELACIONADOS ÀS DOENÇAS CARDIOVASCULARES: UMA REVISÃO. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 14, n. 28, p. 50–61, 2018. DOI: 10.14393/Hygeia142804. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/40663. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos