A ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM PIRAPORA: ALAGUMA REFLEXÕES QUANTO À COBERTURA E RESOLUTIVIDADE DO PROGRAMA

Autores

  • Vanda Aparecida Costa Universidade Federal de Uberlandia
  • Julio Cesar de Lima Ramires Prof. Dr. do Instituto de Geografia- UFU

Palavras-chave:

ESF, Pirapora, População.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo compreender as dificuldades e possibilidades enfrentadas pelos gestores na implantação e desenvolvimento da ESF em Pirapora, analisando a evolução da cobertura e conseqüentemente o avanço das Equipes Saúde da Família entre os anos de 2002 a 2011. Também queremos compreender a funcionalidade e resolutividade dessa estratégia em resolver os problemas de atenção básica à saúde na cidade. Para isso, selecionamos algumas variáveis importantes como; mortalidade e morbidades por diarréia; óbitos por neoplasias e óbitos em crianças entre os anos de 2002 a 2010. A metodologia utilizada consistiu em revisão bibliográfica, entrevistas com o Secretário Adjunto do PSF de Pirapora e consultas aos órgãos do Sistema de Informação a Atenção básica - SIAB, Sistema de Informação Municipal - SIM, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE e as Unidades de Saúde. Os dados obtidos foram representados em forma de tabelas e mapas. Baseado nas variáveis analisadas, a ESF de Pirapora vem se concretizando como uma estratégia de superação das necessidades da atenção primaria à saúde, principalmente quanto à cobertura e a eficiência em solucionar os problemas de saúde da população assistida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-19

Como Citar

COSTA, V. A.; RAMIRES, J. C. de L. A ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM PIRAPORA: ALAGUMA REFLEXÕES QUANTO À COBERTURA E RESOLUTIVIDADE DO PROGRAMA. Hygeia - Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, [S. l.], v. 9, n. 16, p. 5–17, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/21805. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos