Novas tecnologias aplicadas à pesquisa em História da Educação

Conteúdo do artigo principal

Fabio Gomes Rocha
http://orcid.org/0000-0002-0512-5406
Ester Fraga Vilas-Bôas Carvalho do Nascimento
https://orcid.org/0000-0002-4050-767X

Resumo

O emprego de novos recursos para suporte à pesquisa histórica é uma imposição da atualidade aos investigadores do campo da História da Educação, não devendo se limitar à aplicação técnica, mas se estender ao exame de processos tecnológicos que venham a potencializar a exploração de fontes. Nesse contexto, o presente trabalho, teve como objetivo caracterizar o estado do conhecimento acerca das novas tecnologias empregadas nas pesquisas de História da Educação, a partir das publicações disponíveis no Portal de periódicos e no BDTD CAPES. Buscou-se verificar quais são as tecnologias empregadas e o contexto de sua aplicação. Os resultados indicaram que a digitalização tem sido o recurso mais utilizado nos trabalhos dos pesquisadores desse campo. Constatou-se, ainda, que a disponibilização dos documentos coletados ocorre, com maior frequência, por meio de CD/DVD. Com menor incidência, os autores investiram na elaboração de banco de dados e repositórios para a distribuição de conteúdos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Rocha, F. G. ., & Nascimento, E. F. V.-B. C. do . (2020). Novas tecnologias aplicadas à pesquisa em História da Educação. Cadernos De História Da Educação, 19(3), 753–763. https://doi.org/10.14393/che-v19n3-2020-6
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Ester Fraga Vilas-Bôas Carvalho do Nascimento, Universidade Tiradentes (Brasil)

https://orcid.org/0000-0002-4050-767X
http://lattes.cnpq.br/5387293048319734
ester_fraga@unit.br

Referências

AMORIM, Eliane Dutra. Arquivos, pesquisa e as novas tecnologias. In: FARIA FILHO, Luciano Mendes. (Org.). Arquivos, fontes e nova tecnologia: questões para a história da educação. Campinas: Autores Associados/ Bragança Paulista: Universidade São Francisco, 2000, p. 89-99.

ANDRADE, Vivian Galdino. A experiência de criação de um repositório digital como fonte de pesquisa para a história da educação de Bananeiras. Revista de História e Historiografia da Educação, v. 1, n. 2, p. 266-284, 2017. https://doi.org/10.5380/rhhe.v1i2.50376

ANPED. GT02 – História da Educação. Disponível em: . Acesso em: 05 jul. 2018.

BLANCHE, Martin Terre; DURRHEIM, Kevin; PAINTER, Desmond. Research in practice: applied methods for the social sciences. 2. ed. Cape Town: University of Cape Town Press, 2006.

BOAVENTURA, Edivaldo M. Metodologia da pesquisa: monografia, dissertação, tese. São Paulo: Atlas, 2004.

BONATO, Nailda Marinho da costa. O uso das fontes documentais na pesquisa em história da educação e as novas tecnologias. Acervo, v.17, n. 2 jul-dez, p.85-110, 2011.

CABRAL, Ana Maria Rezende. Tecnologia Digital em bibliotecas e arquivos. Transinformação, Campinas, v. 14, n 2, p.167-177, 2002. https://doi.org/10.1590/S0103-37862002000200006

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel, 1990.

FARIA FILHO, Luciano Mendes. (Org.). Arquivos, fontes e nova tecnologia: questões para a história da educação. Campinas: Autores Associados/ Bragança Paulista: Universidade São Francisco, 2000.

FERNANDES, Lincoln Christian. Arquivos escolares e memória: novas perspectivas da pesquisa histórica a partir das novas tecnologias da informação. In: X Encontro de História de Mato Grosso do Sul. Três Lagoas, UFMS, 2010, p. 1058-1069.

GONDRA, José G. A leveza dos bits. In: FARIAS FILHO, Luciano Mendes. Arquivos, fontes e novas tecnologias: questões para a História da Educação. Campinas: Editores Associados, 2000, p.3-17.

GALVÃO, Ana Maria de Oliveira; LOPES, Eliane Marta Teixeira. Território plural: a pesquisa em história da educação. São Paulo: Atica, 2011.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GÓES, Camila Magalhães. A produção historiográfica educacional das ies soteropolitanas: arquivos e dados. In: Anais V Congresso Brasileiro de História da Educação. Aracaju, UFS/UNIT, 2008, p. 1-11.

HABIB, Mamum; PATHIK, Bischwajit Banik; MARYAM, Hafsa. Research methodoogy: contemporary practices. Newcastle upon Tyne: Cambridge Scholars Publishing, 2014.

KOTHARI, Chakravanti Rajagopalachari. Research methodology: methods and techniques. New Delhi: New Age International, 2004.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Tradução: Irene Ferreira, Bernardo Leitão, Suzana Ferreira Borges. Campinas: Editora UNICAMP, 1996.

LOUVEIRA, Andreína de Melo; FERRO, Maria Eduarda. CONSTITUIÇÃO DE UM CATÁLOGO FOTOGRÁFICO DIGITAL COMO FERRAMENTA DE PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO. In: Anais VII Congresso Brasileiro de História da Educação. Cuiabá, UFMT, 2013, p. 1-14.

LOPES, Ivone Goulart et al. O fio da história–nastrilhas de ouropreto do oeste-ro. Vitrais da memória de professores e escolas. In: Anais do XI SeminarioInternacional de La Red Estrado. Mexico: UPN, 2016, p. 1-17.

PENA, M. G.; SILVA, A. C. A digitalização de documentos históricos e a gestão eletrônica de documentos para disponibilização online. Saber Digital, Valença, v. 1, n. 1, p. 85-102, 2008.

PERDIGÃO, Dulce Mantella; HERLINGER, Maximiliano; WHITE, Oriana Monarca. (Org). Teoria e prática da pesquisa aplicada. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

PEREIRA, Aracy Roza Sampaio. Fontes documentais da história da educação escolar no Distrito Federal (1956-1960). Monográfia (Licenciatura em Pedagogia) - Faculdade de Educação, Universidade de Brasilia, Distrito Federal, p. 77, 2011.

PETTERSSON, Eva et al. HistSearch-Implementation and Evaluation of a Web-based Tool for Automatic Information Extraction from Historical Text. In: HistoInformatics@ DH. Krakow: Pedagogical University in Krakow, 2016. p.25-36.

PIOTROWSKI, Michael. Natural language processing for historical texts. Synthesis Lectures on Human Language Technologies, v.5, n.2, p.1-157, 2012. https://doi.org/10.2200/S00436ED1V01Y201207HLT017

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 27.ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SIQUEIRA, Elizabeth Madureira. Reconstruindo arquivos escolares: a experiência do GEM/MT. Revista Brasileira de História da Educação. Maringa, v. 5, n.2[10], 2005, p.123-152.

SILVA, Eva Cristina Leite da. Mapeamento dos arquivos escolares: história, memória e preservação de documentos. Ágora, Florianópolis, v.21, n.42, 2011, p.111-125.

SOARES, Irvin Bezerra; BRAGA, Mirella de Almeida; LIMA, Izabel França de. Digitalização de Documentos: disponibilizando as fichas do DOPS do período da ditadura militar na Internet. InterScientia. João Pessoa. v.3, n.2, 2015, p.17-28.

SOUZA, Rosa Fátima de. Preservação do Patrimônio Histórico Escolar no Brasil: notas para um debate. Revista Linhas. Florianópolis, v.14, n.26, 2013. p.199-221. https://doi.org/10.5965/1984723814262013199

TOSHI, Mirza Seabra; RODRIGUES, Maria Emília de Castro. Infovias e educação. Educação e Pesquisa. São Paulo, v.29, n.2, 2003, p.313-326. https://doi.org/10.1590/S1517-97022003000200009

TUCHMAN, Barbara W. A prática da história. Tradução Waltersir Dutra. Rio de Janeiro: José Olympio, 1991.

Vieira, Alboni Marisa DudequePianovski. Os documentos microfilmados e/ou digitalizados como fonte para o estudo da história da educação: avanços e possibilidades. In: Anais do VI Congresso Brasileiro de História da Educação. Vila Velha: UFES, 2011, p. 1-11.

WAZLAWICK, Raul Sidnei. História da Computação. Rio de Janeiro: Elsevier, 2016.

WERLE, Flavia Obino Corrêa. Cd-rom como apoio na pesquisa sobre a identidade e a história institucional. Educação Unisinos. São Leopoldo, v.11, v.2, 2007, p.111-120.