ANÁLISE DA COBERTURA VEGETAL E SUA RELAÇÃO COM O MICROCLIMA EM PRAÇAS PÚBLICAS URBANAS NA CIDADE DE TRÊS LAGOAS (MS)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/BGJ-v12n1-a2021-60406

Resumo

Este trabalho objetivou realizar um estudo da cobertura vegetal em três praças públicas na cidade de Três Lagoas-MS, bem como avaliar a interferência microclimática da vegetação, buscando compreender se estas praças estão contribuindo com a qualidade de vida da população. A metodologia deu-se em revisão literária; seleção de três praças; análise da cobertura vegetal; coleta de dados termo-higrométricos com instrumentos Dataloggers fixos, tendo registrado dados em 2019 no dia 30 de agosto (inverno) as 06hrs e 17 de outubro (primavera) as 15hrs. Os resultados explicitaram diferentes temperaturas entre as praças, sobretudo referente ao seu interior e exterior, em que a presença ou ausência da vegetação resultou em diferenças termo-higrométricas. Concluiu-se a necessidade de planejamentos voltados a valorização da cobertura vegetal, mediante ao arrefecimento térmico do microclima local, visto o interior das praças com cobertura vegetal, onde apresentaram-se menos quentes e mais úmidas, comparando-as com o espaço externo, sem cobertura vegetal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego da Silva Borges, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus Três Lagoas - MS.

Mauro Henrique Soares da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Docente do Programa de Pós-graduação em Geografia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus Três Lagoas - MS.

Downloads

Publicado

2021-06-28