PARÂMETROS BIOFÍSICOS OBTIDOS POR SENSORIAMENTO REMOTO NO ASSENTAMENTO ROSELI NUNES EM MATO GROSSO

Autores

  • Thainá Sanches Becker Universidade Federal do Mato Grosso - UFMT
  • José Carlos Ugeda Ugeda Júnior Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Resumo

Devido às mudanças ocorridas no uso e ocupação da terra, a discussão acerca dos impactos ambientais tem aumentado. Através do sensoriamento remoto é possível monitorar a dinâmica de áreas ocupadas socialmente. O objetivo deste trabalho foi avaliar a variação espacial e temporal de diferentes usos da terra no Assentamento Roseli Nunes em Mato Grosso, com base no Índice de Vegetação da Diferença Normalizada (NDVI), albedo da superfície, temperatura da superfície e saldo de radiação da superfície. Foram analisadas 7 classes de uso da terra durante a estação seca dos anos de 2000, 2010 e 2017, utilizando imagens do Satélite Landsat 5 e Landsat 8. A conversão da área de preservação permanente em pequenas áreas agrícolas e urbanas no assentamento em 2010 provocou a diminuição do NDVI e aumento da temperatura da superfície. A recuperação das áreas de preservação em 2017 contribuiu para aumento do NDVI, diminuição do albedo e temperatura da superfície.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-07-31