AS CHUVAS EM CERES - GO (BRASIL):

características sazonais

Autores

  • Tainá Aparecida Alves Souza Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano
  • Thalisson Rafael Sousa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano
  • Nuria Pérez Gallardo Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará https://orcid.org/0000-0001-7941-7367
  • Elis Dener Lima Alves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano http://orcid.org/0000-0001-5360-6012

DOI:

https://doi.org/10.14393/BGJ-v11n2-a2020-57557

Resumo

Os padrões pluviométricos de uma região podem ter impactos diretos sobre vários setores da sociedade, tais como atividades agroindustriais e socioeconômicas. Dessa forma, o objetivo dessa pesquisa foi analisar a variabilidade temporal das chuvas no município de Ceres, a fim de verificar variações nos padrões da precipitação, bem como compreender sua sazonalidade. Primeiramente, foi realizada aquisição dos dados de chuvas disponibilizados pela Agência Nacional de Águas (ANA) do período de 1972 a 2015, posteriormente, foram realizadas análises da homogeneidade dos dados e falhas na série histórica. Para a análise da variabilidade temporal/sazonal das chuvas em Ceres elaborou-se gráficos dos totais pluviométricos anuais e totais mensais. Posteriormente, elaborou-se gráficos de bloxplots e dendogramas utilizando-se o método de Ward’s e a distância Euclidiana como separador, assim como as estatísticas descritivas das chuvas do período estudado. Conclui-se que as chuvas da região de Ceres possuem forte componente sazonal, caracterizado por uma estação seca (abril a setembro) e uma estação chuvosa (outubro a março), característica típica das áreas de cerrado do planalto central. Apesar de apresentar variações pluviométricas durante este período, os desvios elevados foram pontuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tainá Aparecida Alves Souza, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Licenciada em Ciências Biológicas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano, Campus Ceres.

Thalisson Rafael Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Licenciado em Ciências Biológicas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano, Campus Ceres.

Nuria Pérez Gallardo, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Doutora em Ciências da Engenharia Ambiental pela Universidade de São Paulo - USP. Professora da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA.

Elis Dener Lima Alves, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano

Doutor em Ciências da Engenharia Ambiental pela Universidade de São Paulo - USP. Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano, Campus Ceres.

Downloads

Publicado

2020-12-28