PEDOGEOMORFOLOGIA, MICROMORFOLOGIA E USO DOS SOLOS NO TRIÂNGULO MINEIRO

Autores

  • Nathalia Barbosa Vianna uftm
  • Thiago Torres Costa Pereira UEMG
  • Fabio Soares de Oliveira UFMG
  • Carlos Alberto Araújo Campos UFTM

Resumo

Na bacia do ribeirão Saudade, localizada na porção norte da Área de Proteção Ambiental - APA do rio Uberaba, região do Triângulo Mineiro, estudos de solo e paisagem ainda são incipientes. Desta forma, o objetivo do trabalho foi analisar os aspectos pedogeomorfológicos e micromorfológicos, correlacionando-os ao uso dos solos na bacia hidrográfica do ribeirão Saudade, em Uberaba-MG. Para tanto, foram realizadas análises físicas, químicas e micromorfológicas dos solos, além do estudo da compartimentação topográfica, com apoio do geoprocessamento. Os resultados apontam que a geomorfologia da bacia do ribeirão Saudade está subordinada ao embasamento geológico (estrutural) local, que repercute em classes de solos e atributos, por vezes, distintos, especialmente considerando as Unidades Pgi (pediplano degradado inumado) e Dt21 (dissecado homogêneo de topo tabular). Os solos são, de modo geral, distróficos, bem desenvolvidos (especialmente nas áreas de relevo plano ou pouco movimentado), oxídicos, com elevados teores de Al3+ e baixos teores de P, típicos do bioma Cerrado. Duas microestruturas dominam os solos estudados a saber: granular fortemente desenvolvida, em maior expressividade; e em blocos, que por vezes se desfazem em grânulos. Tais características são importantes para o bom comportamento físico dos solos e capacidade de recarga hídrica e produção de água. As condições de relevo repercutem, resumidamente, em culturas anuais no chapadão, com uso de máquinas em todas as etapas do preparo do solo, plantio e colheita (Pgi), e pastagem plantada (Dt21).

Palavras-chave: Cerrado, Murundus, Latossolos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathalia Barbosa Vianna, uftm

Possui Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, obtido no ano de 2018. Graduação em Geografia pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM, obtido no ano de 2015. Tem como área de atuação Pedologia e Geomorfologia.

Thiago Torres Costa Pereira, UEMG

Professor Doutor da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Frutal, Brasil.

Fabio Soares de Oliveira, UFMG

Professor Doutor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, Brasil.

Carlos Alberto Araújo Campos, UFTM

Professor Doutor da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Uberaba, Brasil.

Downloads

Publicado

2019-10-14