REPRESENTAÇÕES DO CUIDAR NA PERSPECTIVA DE TRABALHADORES DE UMA INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA (ILPI) DE UMA CIDADE DO INTERIOR DE MINAS GERAIS

Autores

  • Letícia Franco Oliveira Universidade Federal de Uberlândia
  • Alessandro Gomes Enoque Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

Este estudo, de natureza essencialmente qualitativa, teve, por seu objeto principal, compreender as representações que os cuidadores de idosos de uma Instituição de Longa Permanência (ILPI) tem acerca de sua própria atividade.  Para tanto, foram entrevistados oito cuidadores que atuavam em uma instituição desta natureza no interior do estado de Minas Gerais. Através da análise dos dados, pôde-se observar uma miríade de representações, que passam pela satisfação e elevação pessoal, o cuidado com o sustento econômico, bem como a contribuição para o bem-estar social do idoso.  Apesar disto, a atividade transfigura-se de uma rudeza associada não tão somente ao exercício físico, mas, também, ao trabalho emocional demandado intrinsecamente pela tarefa.  Com isto, os cuidadores utilizam-se de uma série de estratégias laborais para lidar com a atividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Franco Oliveira, Universidade Federal de Uberlândia

Mestre em Geografia pelo Programa de Pós-graduação em Geografia do Pontal (PPGEP), Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Campus Pontal, Ituiutaba-MG.

Alessandro Gomes Enoque, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Sociologia e Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Docente da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – Campus Pontal.

Downloads

Publicado

2019-10-06