O espaço urbano da cidade capitalista: um estudo sobre o processo de verticalização da área central da cidade de Viçosa (MG) (1970-2007)

Autores

  • Raquel Callegario Zacchi Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense.

Resumo

A partir do início do século XX, os edifícios verticais tornaram-se elementos da paisagem urbana de muitas cidades brasileiras e o processo de verticalização tornou-se o reflexo da atuação e dos interesses múltiplos  dos agentes sociais no espaço urbano. Este artigo analisa o processo de verticalização da área central da cidade de Viçosa - MG, entre 1970 e 2007, entendendo a sua contextualização socioespacial, os agentes produtores do espaço urbano envolvidos, a sua materialização (densidade e histórica) na área central da cidade. Verificou-se crescente processo de verticalização, comparando-se a evolução do número de edificações verticalizadas ocorrida entre 1970 e 2007 na área central de Viçosa. Os construtores autônomos tiveram um papel importante no processo e, a partir dos anos 2000, constatou-se crescimento e diversificação das empresas construtoras. Estas atuam nas áreas em que existe uma demanda acentuada por moradia onde intensificam o aproveitamento do solo urbano produzindo a verticalização. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Callegario Zacchi, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense.

Doutoranda em Sociologia Política pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro; Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense.

Downloads

Publicado

2014-11-15