Análise ex situ sobre a fenologia reprodutiva de comunidade savânica, através de acervo de um herbário

Autores

  • Marcelo Henrique Ongaro Pinheiro Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

Este trabalho analisou a fenologia reprodutiva de comunidade vegetal savânica, localizada em Corumbataí, estado de São Paulo, a partir de exsicatas, de material botânico coletado naquela área, depositadas durante 41 anos, no Herbário Rioclarense. Foram, utilizadas informações, presentes em 376 exsicatas, referentes a 143 espécies, agrupadas segundo síndrome de dispersão e hábito. Análises estatísticas (X2, rs) não puderam sustentar a hipótese de influência da precipitação e temperatura média mensal na definição das fenofases. Picos de floração e de frutificação ocorreram em fevereiro e agosto, meses não coincidentes com resultados observados em outras localidades de cerrado. Coletas concentradas em determinados meses do ano, e, possivelmente, o pequeno número de exsicatas com etiquetas completas, devem ter influenciado os resultados. Para o sucesso de estudos fenológicos de comunidades vegetais, a partir de informações de herbário, é necessário que o acervo resulte de esforço amostral contínuo, abrangendo igualmente os meses do período de tempo pretendido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-07-31

Como Citar

PINHEIRO, M. H. O. Análise ex situ sobre a fenologia reprodutiva de comunidade savânica, através de acervo de um herbário. Brazilian Geographical Journal, Ituiutaba, v. 4, n. 1, 2013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/braziliangeojournal/article/view/23151. Acesso em: 28 fev. 2024.