Instrumentos de Gestão Urbana e a Evolução da Ocupação em Curitiba: O Caso da Operação Urbana Consorciada Linha Verde

Autores

  • Ana Carolina Martins Gavriloff Universidade Federal do Paraná
  • Nilson Cesar Fraga Universidade Estadual de Londrina

Resumo

O presente estudo busca entender de que maneira os instrumentos de gestão urbana podem influenciar na produção espacial da cidade, através do estudo da Operação Urbana Consorciada Linha Verde. Antiga BR-116, atual eixo viário urbano em Curitiba, se analisa a valorização da terra nos bairros atingidos pelo projeto, com a discussão da aplicação da lei federal do Estatuto da Cidade e leis municipais de desenvolvimento urbano, e quais os efeitos e consequências destas leis sobre o custo da terra. A análise considera a lógica dos agentes atuantes no mercado imobiliário: Estado, proprietários fundiários e promotores imobiliários, e a população que vivencia os resultados espaciais. Constata-se o aumento no preço dos terrenos nos bairros ao longo do eixo, verificando-se que o instrumento é efetivo como forma de induzir a valorização da terra, ao proporcionar infraestrutura e equipamentos para um local sem interesse para a lógica do mercado imobiliário.

Palavras-chave: Instrumentos de Gestão Urbana. Linha Verde. Curitiba.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Martins Gavriloff, Universidade Federal do Paraná

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Paraná

Nilson Cesar Fraga, Universidade Estadual de Londrina

Professor do Departamento de Geociências da Universidade Estadual de Londrina e no Programa de Pós-Graduação em Geografia na Universidade Federal do Paraná

Downloads

Publicado

2014-02-25