CORPORAÇÕES, REDES E GESTÃO DO TERRITÓRIO: AS PRÁTICAS ESPACIAIS DA CTBC (HOLDING ALGAR)

Autores

  • Fernando Fernandes de Oliveira

Resumo

O presente texto busca esclarecer a relação entre redes, corporações e práticas de ordenamento do território e como as corporações, estruturadas na forma de rede, garantem a manutenção de suas práticas de acumulação de capital a partir de suas territorialidades. Ante a abordagem geográfica sobre corporações e práticas de gestão territorial, buscou-se estabelecer a organização espacial reticular da CTBC (holding Algar), suas práticas socioespaciais que resultaram em sua expansão e consolidação, e estabelecer o jogo de influências que propiciaram à referida corporação permanecer como a única operadora privada de telecomunicações com 57 anos de atuação em território nacional, mesmo após a estatização do setor de telecomunicações, com a criação do sistema Telebrás em 1972.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-30

Como Citar

OLIVEIRA, F. F. de. CORPORAÇÕES, REDES E GESTÃO DO TERRITÓRIO: AS PRÁTICAS ESPACIAIS DA CTBC (HOLDING ALGAR). Brazilian Geographical Journal, Ituiutaba, v. 3, n. 2, 2012. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/braziliangeojournal/article/view/14826. Acesso em: 14 jun. 2024.