OS (DES)CAMINHOS DO PLANEJAMENTO MUNICIPAL DO TURISMO: O CASO DA REVITALIZAÇÃO DO SÍTIO HISTÓRICO DE VILA VELHA (ES - BRASIL)

Autores

  • Anderson Pereira Portuguez Campus do Pontal, Universidade Federal de Uberlândia
  • Rafael Gumieiro Oliveira Universidade Federal do Espírito Santo

Resumo

O presente trabalho teve por objetivo analisar a política municipal de revitalização do sítio histórico do município de Vila Velha (estado do Espírito Santo, Brasil) criada em 2009 para incentivar os usos turísticos e recreativos neste setor da cidade. Para tanto, realizou-se análises documentais e revisão de literatura, além de entrevistas com os gestores municipais, moradores e turistas, para captar diferentes entendimentos sobre as novas formas de uso e ocupação deste espaço. Observou-se que até o presente momento, a maioria das ações planejadas não foi iniciada devido a entraves de ordem burocrática. Concluiu-se que em grande medida, este problema se deve à falta uma atuação efetiva de profissionais qualificados na assessoria dos Secretários Municipais, pois os quadros funcionais são ocupados predominantemente por aliados políticos que desconhecem os meandros do planejamento urbano e da gestão da atividade turística. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Pereira Portuguez, Campus do Pontal, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Geografia Humana pela Universidad Complutense de Madrid, Mestre em Geografia pela Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2011-12-18