Caracterização ecológica e distribuição diamétrica da vegetação arbórea em um remanescente de floresta estacional semidecidual na fazenda experimental do Glória, Uberlândia, MG

Authors

  • Sérgio de Faria Lopes Universidade Federal de Uberlândia
  • Ivan Schiavini Universidade Federal de Uberlândia
  • Jamir Afonso do Prado Júnior Universidade Federal de Uberlândia
  • André Eduardo Gusson Universidade Federal de Uberlândia
  • Antônio Rodrigues Souza Neto Universidade Federal de Uberlândia
  • Vagner Santiago do Vale Universidade Federal de Uberlândia
  • Olavo Custódio Dias Neto Universidade Federal de Uberlândia

Keywords:

Desenvolvimento sucessional, Estrutura diamétrica, Grupos ecológicos, Síndrome de dispersão

Abstract

A combinação de algumas características ecológicas das espécies para a formação dos chamados grupos ecológicos tem ajudado a identificar o significado mais amplo e a validade dos padrões atualmente conhecidos para as diferentes formações vegetais. A partir da análise fitossociológica e da estrutura diamétrica das espécies arbóreas de um fragmento de floresta estacional semidecidual, este estudo pretendeu classificar as espécies em grupos ecológicos e aferir sobre o estado de conservação deste remanescente. Foram amostrados todos os indivíduos arbóreos com CAP > 15 cm, presentes em 25 parcelas (20x20 m) e as espécies foram classificadas por grupos sucessionais e síndrome de dispersão. Foram registrados 976 indivíduos distribuídos em 88 espécies, pertencentes a 38 famílias. A amostragem apresentou uma composição de 42 espécies secundárias iniciais (48,8%), 27 secundárias tardias (31,4%), 16 pioneiras (18,6%) e uma sem classificação (1,2%). O grupo formado pelas secundárias iniciais apresentou maiores valores de densidade e freqüência relativas, enquanto que o grupo formado pelo das espécies secundárias tardias se destacou nos valores de dominância relativa. Em relação à síndrome de dispersão pôde-se observar composição de 60 espécies zoocóricas, 21 anemocóricas e cinco autocóricas. A análise da distribuição de diâmetros para os grupos sucessionais sugeriu problemas na regeneração para o grupo das pioneiras. Estes resultados sugerem que a floresta estudada se encontra num estádio intermediário de desenvolvimento sucessional, direcionando a um estádio tardio, principalmente pela presença e dominância de algumas espécies tardias, bem como, a baixa densidade das espécies pioneiras.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2011-05-02

How to Cite

LOPES, S. de F., SCHIAVINI, I., PRADO JÚNIOR, J.A. do, GUSSON, A.E., SOUZA NETO, A.R., VALE, V.S. do and DIAS NETO, O.C., 2011. Caracterização ecológica e distribuição diamétrica da vegetação arbórea em um remanescente de floresta estacional semidecidual na fazenda experimental do Glória, Uberlândia, MG . Bioscience Journal [online], vol. 27, no. 2, pp. 322–335. [Accessed26 February 2024]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/8176.

Issue

Section

Biological Sciences