Efeito da temperatura no crescimento micelial, produção e germinação de conídios de Colletotrichum spp. isolados de mangueira com sintomas de antracnose

Authors

  • Fernanda Gonçalves Martins Maia Universidade Federala de Lavras
  • Cecilia Armesto Universidade Federal de Lavras
  • Willian Luis Antonio Zancan Universidade Federal de Lavras
  • Jader Braga Maia Universidade Federal de Lavras
  • Mario Sobral de Abreu Universidade Federal de Lavras

Abstract

Muitos são os problemas fitossanitários encontrados na cultura da mangueira (Mangifera indica L), dentre eles destaca-se o fungo Colletotrichum gloeosporioides causador da antracnose, doença a qual atinge todos os orgãos planta. O presente trabalho teve como objetivo analisar a influencia da temperatura no desenvolvimento das colônias de três isolados de Colletotrichum spp. obtidos de diferentes órgãos da mangueira. Os três isolados apresentaram melhor crescimento micelial na faixa de temperatura de 20 a 25°C. A faixa de temperatura de 25 a 30°C demonstrou se mais eficiente em relação à germinação de conídios e esporulação para os isolados de Colletotrichum spp.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2011-05-02

How to Cite

MAIA, F.G.M., ARMESTO, C., ANTONIO ZANCAN, W.L., MAIA, J.B. and SOBRAL DE ABREU, M., 2011. Efeito da temperatura no crescimento micelial, produção e germinação de conídios de Colletotrichum spp. isolados de mangueira com sintomas de antracnose . Bioscience Journal [online], vol. 27, no. 2, pp. 205–210. [Accessed8 December 2022]. Available from: https://seer.ufu.br/index.php/biosciencejournal/article/view/7581.

Issue

Section

Agricultural Sciences